TVGO | Guaíba Online

Frente Parlamentar de Guaíba promove Audiência Pública sobre Psoríase

🏥 Saúde

Frente Parlamentar de Guaíba promove Audiência Pública sobre Psoríase

Foram abordados temas como capacitação dos profissionais da saúde, melhoria do diagnóstico precoce, pesquisa no SUS e outros.

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A necessidade de haver aperfeiçoamento na Atenção Primária à Saúde aos pacientes com doença psoriática foi tema da Audiência Pública a ser realizada na Câmara de Vereadores da cidade de Guaíba. O evento aberto ao público foi realizado em 22 de maio. 

 

A iniciativa em organizar a Audiência foi da presidente da Frente Parlamentar pela Psoríase e Outras Doenças Crônicas de Pele, vereadora Carla Vargas, do presidente da Câmara, vereador Florindo Rodrigues, e da presidente da Psoríase Brasil, Gládis Lima.

Leia também: Nova função de editar mensagens no WhatsApp: veja como fazer

Além de abordar os temas de capacitação dos profissionais da saúde do município e outras possíveis ações para a melhora do diagnóstico precoce e do encaminhamento a tratamentos adequados à doença, a Audiência também abordou a possível realização de uma pesquisa epidemiológica sobre a incidência da doença entre os cidadãos que usam o Sistema Único de Saúde (SUS).

A audiência foi transmitida ao vivo pelo facebook da Câmara de Vereadores e pode ser assistida na íntegra neste link.

O que é a doença psoriática?

A psoríase é uma doença inflamatória, sistêmica, crônica e autoimune, que causa placas avermelhadas espessas na pele, cobertas por escamas esbranquiçadas ou prateadas. Essas lesões podem apresentar coceira, dor, queimação e descamação. Inchaços e rigidez nas articulações podem ocorrer. A doença afeta cerca de 2% da população mundial, não é contagiosa e afeta a qualidade de vida dos pacientes, indo muito além da questão estética da pele.

 

 

A sua causa é genética, ocorrendo um desequilíbrio imunobiológico, mas fatores ambientais e o estresse podem ser importantes agravadores. A psoríase se manifesta, na maior parte dos indivíduos, entre os 20 e 40 anos. Porém, em 15% dos casos aparece durante a infância. Ela tem gravidade variável, podendo apresentar desde formas leves e facilmente tratáveis até casos muito extensos, que levam à incapacidade física, acometendo também as articulações, tornando-se uma artrite psoriásica, além de poder desencadear demais comorbidades graves.

ONG Psoríase Brasil

Sem fins lucrativos e fundada em 2000, a Psoríase Brasil – Associação Brasileira de Psoríase, Artrite Psoriásica e de outras Doenças Crônicas de Pele – tem como objetivo lutar pelos direitos dos pacientes ao acesso a políticas públicas de saúde, disseminar informações relativas à doença psoriásica e a outras doenças crônicas de pele e diminuir o preconceito. As ações da Psoríase Brasil visam buscar o acesso universal ao diagnóstico e ao tratamento às doenças, seja no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ou pelos planos privados de saúde (ANS).

A Associação se baseia no Relatório Global da Psoríase da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado em 2014, e do qual o Brasil é signatário, para guiar suas atividades focadas aos pacientes com psoríase. Desde 2020 o trabalho foi ampliado e incorporou-se à causa da psoríase novas doenças crônicas de pele, como urticária crônica espontânea, dermatite atópica, hidradenite supurativa e vitiligo.

Leia também: Ilha das Pedras Brancas ganha revitalização e estrutura para fomentar turismo no local



FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Câmara de Vereadores de Guaíba
Comentários: