Guaíba Online

Thyssenkrupp Elevadores é vendida para grupo por 18,7 bilhões de dólares

Consórcio é formado por três empresas; TKE ainda fica com 7,3%

Divulgação

A Thyssenkrupp oficializou na quinta-feira (27) a venda de sua divisão de elevadores para um consórcio formado por Advent, Cinven e fundação RAG. O valor do negócio é de 17,2 bilhões de euros, ou 18,7 bilhões de dólares. Segundo a empresa alemã, a operação deve ser concluída até o final deste ano.

A Thyssenkrupp ainda afirmou que vai reinvestir cerca de 1,25 bilhão de euros para assumir uma participação na unidade, que deve ser de 7,3%, conforme definida em acordo. Trata-se da maior aquisição na Europa feita por empresas de investimentos desde 2007 e a maior do mundo neste ano.

Leia também: Indústria de metal e plástico recebe licença para se instalar no antigo terreno da Ford

O negócio de elevadores é o ativo mais valioso da Thyssenkrupp e a unidade mais lucrativa do conglomerado. O objetivo é  levantar capital para reduzir dívidas e financiar a reestruturação de suas operações, que foram afetadas pelo enfraquecimento da economia alemã. A empresa é a quarta maior fabricante de elevadores do mundo, atrás da norte-americana Otis, da United Technologies, da suíça Schindler e da finlandesa Kone. 

A empresa tem mais de 155.000 empregados em quase 80 países e é resultado de uma união em 1999 das empresas Thyssen e Krupp. O grupo iniciou as atividades no Brasil a partir da empresa Sür Elevadores em Guaíba, que operava no estado desde 1945. Em 1999, a Sür une-se ao grupo, tornando-se Thyssen Sür e, posteriormente em 2002 adotando o nome ThyssenKrupp em definitivo. Hoje o parque industrial, localizado na estrada Santa Maria, Zona Oeste, tem 94 mil metros quadrados e conta com uma área coberta de aproximadamente 24 mil metros quadrados.

As informações são da Reuters, trazidas por Christoph Steitz e Edward Taylor e Matthias Inverardi.

Leia também: Começam as obras da nova filial das Lojas Havan em Guaíba

 

Oferecimento:
- Rancho e cestas básicas é na Super Sacola Econômica
- Faça o vestibular e comece a estudar em março na Ulbra Guaíba
- Sua casa ainda não tem Fibra Óptica e Wi-Fi? Assine já na RS Internet

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Thyssenkrupp Elevadores é vendida para grupo por 18,7 bilhões de dólares

A Thyssenkrupp oficializou na quinta-feira (27) a venda de sua divisão de elevadores para um consórcio formado por Advent, Cinven e fundação RAG. O valor do negócio é de 17,2 bilhões de euros, ou 18,7 bilhões de dólares. Segundo a empresa alemã, a operação deve ser concluída até o final deste ano.

A Thyssenkrupp ainda afirmou que vai reinvestir cerca de 1,25 bilhão de euros para assumir uma participação na unidade, que deve ser de 7,3%, conforme definida em acordo. Trata-se da maior aquisição na Europa feita por empresas de investimentos desde 2007 e a maior do mundo neste ano.

Leia também: Indústria de metal e plástico recebe licença para se instalar no antigo terreno da Ford

O negócio de elevadores é o ativo mais valioso da Thyssenkrupp e a unidade mais lucrativa do conglomerado. O objetivo é  levantar capital para reduzir dívidas e financiar a reestruturação de suas operações, que foram afetadas pelo enfraquecimento da economia alemã. A empresa é a quarta maior fabricante de elevadores do mundo, atrás da norte-americana Otis, da United Technologies, da suíça Schindler e da finlandesa Kone. 

A empresa tem mais de 155.000 empregados em quase 80 países e é resultado de uma união em 1999 das empresas Thyssen e Krupp. O grupo iniciou as atividades no Brasil a partir da empresa Sür Elevadores em Guaíba, que operava no estado desde 1945. Em 1999, a Sür une-se ao grupo, tornando-se Thyssen Sür e, posteriormente em 2002 adotando o nome ThyssenKrupp em definitivo. Hoje o parque industrial, localizado na estrada Santa Maria, Zona Oeste, tem 94 mil metros quadrados e conta com uma área coberta de aproximadamente 24 mil metros quadrados.

As informações são da Reuters, trazidas por Christoph Steitz e Edward Taylor e Matthias Inverardi.

Leia também: Começam as obras da nova filial das Lojas Havan em Guaíba

 

Oferecimento:
- Rancho e cestas básicas é na Super Sacola Econômica
- Faça o vestibular e comece a estudar em março na Ulbra Guaíba
- Sua casa ainda não tem Fibra Óptica e Wi-Fi? Assine já na RS Internet