Guaíba Online

Benefício motor, cognitivo e socioafetivo: a importância do brincar no desenvolvimento infantil

Num mundo cada vez mais urbanizado e informatizado, a tendência é que muitas brincadeiras tradicionais percam espaço

Num mundo cada vez mais urbanizado, industrializado e informatizado, a tendência é que muitas das brincadeiras tradicionais percam espaço nas preferências infantis.

.

A brincadeira é o exercício físico mais completo de todos e é através dela que agregamos valores e virtudes à nossa vida. A falta de valorização do brincar, contribui para a realidade que vivemos hoje: as brincadeiras estão entrando em extinção, tem que ser levado com um momento sagrado, ainda mais agora em tempos de distanciamento social. 

Na educação infantil é importante disponibilizar o maior número de experiências possíveis, apresentando um novo mundo. Nesse mundo, a criança começa a se relacionar com um meio social e físico, ajudando no desenvolvimento. Para estimular o intelecto e o físico é preciso que pessoas mais experientes ofereçam desafios cada vez mais difíceis, aí entra o papel do professor e dos pais.

.

A educação física consegue isso de uma forma muito prazerosa através de jogos, brincadeiras e esportes. O brincar no desenvolvimento infantil é essencial, pois há um desenvolvimento motor, cognitivo e socioafetivo, pontos que são importantes para uma convivência na sociedade.

A partir de brincadeiras e jogos podemos aprimorar as capacidades físicas básicas como saltar, correr, arremessar, pular, subir. O cognitivo como lógica, situações em que os professores colocam os alunos para que eles achem a solução e a parte afetiva, como trabalhar em equipe, saber lidar com uma situação desagradável e estressante, como por exemplo: Derrotas. 

Os primeiros anos de vida são fundamentais para adquirir uma melhor consciência corporal, diferenciar cada parte do corpo através do movimento, a noção de espaço e tempo, melhorar o desempenho em atividades de força, resistência, flexibilidade e velocidade, e cooperar em atividades de grupo. Quanto mais brincadeiras e atividades ‘’tradicionais’’ a criança tiver na sua rotina, as chances dela se tornar um adulto ativo e com melhor qualidade de vida são múltiplas. Então, deixe ela explorar o espaço, árvores, terra, corrida, saltos, limpeza da casa, cuidado com os animais e até aquela receita especial... 

.
.
.
.

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite julgamento de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Benefício motor, cognitivo e socioafetivo: a importância do brincar no desenvolvimento...

Num mundo cada vez mais urbanizado, industrializado e informatizado, a tendência é que muitas das brincadeiras tradicionais percam espaço nas preferências infantis.

.

A brincadeira é o exercício físico mais completo de todos e é através dela que agregamos valores e virtudes à nossa vida. A falta de valorização do brincar, contribui para a realidade que vivemos hoje: as brincadeiras estão entrando em extinção, tem que ser levado com um momento sagrado, ainda mais agora em tempos de distanciamento social. 

Na educação infantil é importante disponibilizar o maior número de experiências possíveis, apresentando um novo mundo. Nesse mundo, a criança começa a se relacionar com um meio social e físico, ajudando no desenvolvimento. Para estimular o intelecto e o físico é preciso que pessoas mais experientes ofereçam desafios cada vez mais difíceis, aí entra o papel do professor e dos pais.

.

A educação física consegue isso de uma forma muito prazerosa através de jogos, brincadeiras e esportes. O brincar no desenvolvimento infantil é essencial, pois há um desenvolvimento motor, cognitivo e socioafetivo, pontos que são importantes para uma convivência na sociedade.

A partir de brincadeiras e jogos podemos aprimorar as capacidades físicas básicas como saltar, correr, arremessar, pular, subir. O cognitivo como lógica, situações em que os professores colocam os alunos para que eles achem a solução e a parte afetiva, como trabalhar em equipe, saber lidar com uma situação desagradável e estressante, como por exemplo: Derrotas. 

Os primeiros anos de vida são fundamentais para adquirir uma melhor consciência corporal, diferenciar cada parte do corpo através do movimento, a noção de espaço e tempo, melhorar o desempenho em atividades de força, resistência, flexibilidade e velocidade, e cooperar em atividades de grupo. Quanto mais brincadeiras e atividades ‘’tradicionais’’ a criança tiver na sua rotina, as chances dela se tornar um adulto ativo e com melhor qualidade de vida são múltiplas. Então, deixe ela explorar o espaço, árvores, terra, corrida, saltos, limpeza da casa, cuidado com os animais e até aquela receita especial... 

.
.
.
.

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite julgamento de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

Veja também

sample52
Caroline Moura - Direito e Justiça
Caroline Moura - Direito e Justiça

Conheça o Contrato de Namoro para afastar a União Estável durante a coabitação gerada pela pandemia

sample52
Tarso Vigil - Filosofia de Bar
Tarso Vigil - Filosofia de Bar

Sensibilizar-se com o próximo: a percepção nua pode produzir sensações diferentes e talvez assuste

sample52
Jennifer Garske - Saúde e Bem Esar
Jennifer Garske - Saúde e Bem Esar

Alimentos saudáveis: 10 itens que não podem faltar na sua lista de compras

sample52
Guillaume Petit - Arte e Cultura
Guillaume Petit - Arte e Cultura

Ela é linda como você a vê: por que deveríamos idealizar o papel da Arte?