Guaíba Online

MENU
Logo
Quinta, 22 de abril de 2021

Coluna

O Movimento Tradicionalista como incentivador da campanha de vacinação contra a Covid-19

Mais uma vez o Movimento se apresenta para a luta, demonstrando que está fortemente engajado com o bem estar da sociedade

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para Feedback
Máximo 600 caracteres.
enviando
Certamente você já ouviu falar sobre o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), se não ouviu, eu sei que leu aqui, afinal já foi citado inúmeras vezes em meus textos. O MTG é organismo social de natureza nativista, cívica, cultural, literária, artística e folclórica, ou seja, é possível descrevê-lo como norteador das atividades que as entidades, a ele filiadas, precisam realizar a fim de cumprir com a sua funcionalidade para com a sociedade, embora estas possuem ainda a liberdade, sob o mesmo intuito social, para criar suas próprias ações. “Entre integrantes efetivos dessas instituições, familiares e pessoas mobilizadas pela atividade e pelas promoções tradicionalistas, contam-se nada menos de um milhão e meio de Rio-grandenses, número considerável e impressionante em um Estado cuja população é de aproximadamente oito milhões de habitantes”, conforme descrito no plano de Ação Social do MTG.
 
Cabe novamente, aqui, levar em consideração a nossa Carta de Princípios de autoria de Glaucus Saraiva, tratando-se de documento oficial que norteia as atividades e ações do Movimento como um todo. Já foi destacado em artigo anterior a importância das ações culturais que foram organizadas durante a parte mais crucial do isolamento na pandemia, mas hoje trataremos de outra competência do Movimento, a de “auxiliar o Estado na solução dos seus problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo.”
 
Neste sentido, com o intuito de auxiliar o Estado no combate ao novo coronavírus, o Movimento Tradicionalista Gaúcho utilizando-se do seu aspecto cultural por meio virtual, encontrou formas de apoiar e fomentar  a campanha de vacinação no Rio Grande do Sul.
Assim criou, primeiramente, o seu novo mascote, chamado de Tchê Vacina do artista Anilto Caureo da cidade de Caxias do  Sul, um desenho muito belo e criativo, inspirado no conhecido “Zé gotinha”, e destaca-se que o MTG também colocou a disposição do Estado toda a sua estrutura física para ser utilizada como ponto de vacinação.
 
Não bastante, no último dia 05, divulgou nas rádios a música “Vacina Já” de autoria de  Érlon Péricles e Cássio Castilhos, que é tema da campanha de vacinação, tendo inclusive lançado um clipe oficial logo em seguida, que foi traduzido em libras e realizado em locais conhecidos por sua história, tudo  para conscientizar os gaúchos sobre a importância da vacinação contra a covid-19.
 
As ações contaram com a participação de profissionais da saúde já vacinados e de ilustres artistas do meio tradicionalistas, conforme notícia do MTG: “participaram da gravação, realizada nos estúdios da Dias Produções, César Oliveira, Érlon Péricles, Jadir Filho, Ricardo França, Fernando Espindola, Fabiano Lengler, João Luiz Corrêa, Robson Paines, Luiza Barbosa, Josemar Dias, Thomas Machado e As Maragatas. Nos instrumentais, colaboraram Jackson Fabricio (gaita) e Josemar Dias ( bateria, baixo e violões). A produção e direção foi de Juarez Paiva, com edição de Paulinho Oliveira.”
 
Mais uma vez o Movimento se apresenta para a luta, demonstrando que está fortemente engajado com o bem estar e um ambiente saudável para a sociedade. Afinal como deve ser, somos também influenciadores dos que nos rodeiam e, portanto, sejamos exemplo.
 
Ao Movimento, muito obrigada por estar ajudando a cuidar do hoje para haja o amanhã e assim fazendo uma participação linda na história que será contada no futuro. Estou esperando, ansiosamente, a minha vez na fila da vacinação enquanto vou me emocionando ao ver pelas redes sociais os registros dos meus amigos da área da saúde vacinados. Sobretudo não se trata de cuidar de mim, mas sim, de cuidarmos de nós, como um todo.
 
 
 

Comentários: