Guaíba Online

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021

Coluna

Semana é marcada pelas comemorações do centenário do Palácio Piratini; conheça mais sobre a sede do governo estadual

Que os governantes dos próximos 100 anos jamais esqueçam de preservar Liberdade, Igualdade e Humanidade da nossa bandeira

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para Feedback
Máximo 600 caracteres.
enviando

Na última segunda-feira (17) foi celebrado o centenário do Palácio Piratini, e a semana está sendo marcada por diversas atividades alusivas a data, entre elas inclui uma transmissão online das dependências do local e a disponibilização oficial do site  www.palaciopiratini.rs.gov.br, voltado para disponibilizar informações históricas e culturais do palácio para a população por meio virtual, contendo linha do tempo, visita virtual, fotos oficiais dos ambientes e do acervo artístico-cultural.

..

Para quem não lembra, o Palácio Piratini, fica localizado na Praça Marechal Deodoro, popularmente conhecida como Praça da Matriz, na capital do estado do Rio Grande do Sul. É a sede oficial do Poder Executivo do governo estadual, ou seja, onde trabalha e mora o governador do estado durante seu mandato, motivo pelo qual parte da comemoração inclui a inauguração da galeria dos governantes estaduais destes 100 anos.

O belíssimo prédio em estilo Neoclássico substituiu o chamado “Palácio de Barro”, devido ao péssimo estado de preservação deste, idealizado inicialmente na gestão de Julio de Castilhos. “As obras de construção do Palácio iniciaram-se em 1909, sendo um projeto do arquiteto francês Maurice Gras. Serviu de sede ao Governo do Estado a partir de 1921, no governo de Borges de Medeiros. No entanto, sua construção só foi concluída em 1971, no governo de Peracchi Barcelos. 

..

Abrigando diversas obras de arte, entre as quais pinturas de Aldo Locatelli, no ano 2000 o  Palácio teve a sua proteção ampliada com o tombamento pelo IPHAN.  Em 16 de novembro de 2015, o COMPAHC - Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Porto Alegre - tombou os 23 murais de grande dimensões de Aldo Locatelli localizados no Palácio Piratini.”, conforme site oficial do IPHAE. 

Logicamente, toda a história do Palácio Piratini se confunde com a história do povo gaúcho, seus costumes e lutas, motivo pelo qual não tinha como comemoramos a passagem da data sem o envolvimento do MTG, portanto, na manhã de aniversário do centenário o Movimento sob a presidência interina de Cesar Oliveira entregou ao governador atual, Eduardo Leite, uma Adaga de “S” alusiva aos 100 anos do Palácio Piratini, recebedo de volta uma moeda como manda a tradição. Acompanharam a homenagem “a vice-presidente de Cultura, Roberta Jacinto; o vice-presidente Campeiro, Adriano Pacheco; o diretor de Laço, Marcelo de Moraes; o representante do Piquete Vaqueanos da Tradição, de Taquara (22ª RT), Júlio Mingote; a 3ª Prenda do RS, Juliane Carvalho; e o 1º Piá do RS, Henrique Moraes.” de acordo com a notícia oficial do MTG.

..

Ressalta-se que todas as comemoração foram organizadas respeitando os protocolos de combate ao covid-19, sendo a maioria disponibilizada ao público em geral pelo meio virtual. No entanto, em período de “vida normal” o palácio é aberto à visitação pública, acompanhado por guias, permitindo acesso do público ao Salão de Ingresso, a escada principal, ao Salão Negrinho do Pastoreio e visualização de um modelo dos primeiros carros a motor.

Particularmente, tive a oportunidade de conhecer o ambiente e apreciar de perto majestosa arquitetura a poucos anos atrás, quando participei de uma visita acadêmica, promovida pela Ulbra Guaíba, à assembleia legislativa e na oportunidade se estendeu aos pontos turísticos e históricos próximos, localizados  no centro histórico.

Parabenizo o centenário pela passagem da data, desejando que a história de lutas políticas e glórias que resguardam seus alicerces permaneça a fim de melhorar cada vez mais a vida do povo gaúcho e que os governantes que vierem nos próximos 100 anos jamais esqueçam de preservar a Liberdade, Igualdade e Humanidade que estampam nossa bandeira.

.

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite juízo de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

Comentários: