TVGO | Guaíba Online

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

🎨 Cultura e Arte

Netflix destina R$ 2 milhões para trabalhadores do audiovisual no RS

Doação visa auxiliar profissionais impactados pelas enchentes; inscrições abertas

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Netflix destina R$ 2 milhões para trabalhadores do audiovisual no RS
Imagem de Freepik
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Fundacine, Fundação de Cinema RS, recebeu uma doação de R$ 2 milhões da Netflix para apoiar trabalhadores do setor audiovisual do Rio Grande do Sul afetados por enchentes. O valor será administrado pela Fundacine, que organizará os repasses financeiros aos profissionais do Estado.

Desde o início das enchentes, diversos profissionais da cadeia de produção audiovisual, tanto em frente quanto atrás das câmeras, tiveram trabalhos cancelados e equipamentos perdidos.

O diretor da Fundacine, Beto Rodrigues, informou que a organização está colaborando com várias entidades do setor audiovisual para garantir que os profissionais afetados recebam assistência. Ele destacou que o auxílio será direcionado a trabalhadores de todas as áreas do audiovisual, com prioridade para aqueles que tiveram suas atividades interrompidas pelas enchentes.

Leia Também:

Os profissionais que desejarem solicitar o auxílio devem ter atuado na indústria televisiva ou cinematográfica nos últimos 12 meses e ter sido diretamente impactados pelas enchentes. As inscrições podem ser feitas entre a terça-feira (04) e 25 de junho, através de um formulário online no site da Fundacine (fundacine.org.br) ou pelo telefone (51) 99580-0624 para aqueles com acesso limitado à internet.

Aqueles que já preencheram o questionário da campanha Futuro Audiovisual RS serão automaticamente considerados para os repasses desta doação. Os primeiros pagamentos estão previstos para o final de junho.

A assessoria de imprensa da Netflix informou que a iniciativa contou com o apoio do Ministério da Cultura, que facilitou a conexão entre a Fundacine e a plataforma de streaming. Márcio Tavares, secretário executivo do Ministério da Cultura, ressaltou a importância da colaboração da ministra Margareth Menezes e a escolha da Fundacine como a instituição adequada para gerenciar a destinação dos recursos aos afetados.3

 

Leia mais:

 

 

 

Comentários: