TVGO | Guaíba Online

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

👥 Comunidade / Gente

Plano de Reconstrução de Porto Alegre é apresentado pela prefeitura

Na primeira fase, os investimentos somam mais de R$ 890 milhões, segundo o executivo

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Plano de Reconstrução de Porto Alegre é apresentado pela prefeitura
Cesar Lopes / PMPA
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Prefeitura de Porto Alegre apresentou na manhã da quarta-feira (19), um planejamento para a reconstrução da cidade após as enchentes. O plano está organizado em seis eixos: recuperação de infraestrutura e equipamentos públicos, habitação de interesse social, projetos urbanos resilientes, recuperação de atividades empresariais e financiamentos, adaptação climática, e monitoramento e transparência. Nesta primeira fase, os investimentos somam mais de R$ 890 milhões.

Foi criado o Escritório de Reconstrução e Adaptação Climática, vinculado ao Gabinete do Prefeito, para coordenar os esforços de reconstrução. Este escritório será coordenado pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Germano Bremm, e funcionará até dezembro. Entre as medidas previstas estão investimentos de R$ 510 milhões para drenagem e segurança hídrica, R$ 326 milhões para recuperação de 218 equipamentos públicos, e R$ 6,3 milhões para desenvolvimento sustentável na região das Ilhas.

O plano também inclui ações para facilitar a aprovação de moradias de interesse social, incentivos para habitação popular, e parcerias com o setor privado. Serão investidos US$ 1,2 milhão em projetos urbanos resilientes com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Adicionalmente, haverá medidas de alívio econômico, incluindo prorrogação de impostos e suspensão de ações administrativas.

Leia Também:

No eixo de adaptação climática, o plano inclui a instalação de sensores para monitoramento de chuvas e níveis dos rios, melhorias no Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil, e obras de reconstrução de drenagem e segurança hídrica. Também será lançada uma plataforma para monitoramento do progresso do programa Porto Alegre Forte, permitindo à população acompanhar as medidas implementadas.

A prefeitura destaca a importância da coordenação entre diversos órgãos e a busca por decisões rápidas e eficientes. Porto Alegre teve 30% do seu território impactado pelas enchentes, afetando mais de 160 mil pessoas e causando danos significativos ao setor privado e às infraestruturas públicas. O plano visa reverter esses danos e preparar a cidade para futuros eventos climáticos.

 

Você pode gostar de ler também as seguintes notícias:

 

Comentários: