Guaíba Online

Agências FGTAS/Sine dispõem de mais de 3 mil vagas de trabalho abertas no RS

68% são efetivas e 31,8% temporárias. Em 76% não é exigida experiência e em 49,9% não há especificação de escolaridade mínima

As Agências FGTAS/Sine oferecem 3.195 vagas de trabalho no Rio Grande do Sul. Desse total, 68% são efetivas e 31,8%, temporárias. Em 76% delas não é exigida experiência e em 49,9% não há especificação de escolaridade mínima.

.

As ocupações com os maiores números de vagas são trabalhador volante da agricultura (804), alimentador de linha de produção (457), auxiliar de processamento de fumo (80), soldador (73) e motorista de caminhão (71).

As Agências FGTAS/Sine com os maiores números de vagas abertas são Capão do Leão (805), Caxias do Sul (205), Pelotas (153), São Gabriel (136), Garibaldi (127), Santo Ângelo (117), Passo Fundo (117) e Tapejara (112).

.

Com relação à escolaridade, 19% das oportunidades de trabalho exigem Ensino Médio completo e 14%, Fundamental completo. No que tange ao setor econômico, 60,9% pertencem à indústria; 17,9%, ao setor de serviços; 13,4%, ao comércio; e 7,3%, à construção.

A remuneração de 38,9% das vagas varia de R$ 1.567,50 a R$ 2.090; de 9,5%, de R$ 2.090 a R$ 3.135; e de 6,6%, de R$ 1.045 a R$ 1.567,50.

Região Metropolitana

Ao todo, há 240 vagas de emprego abertas na região metropolitana de Porto Alegre. Desse total, 79% exigem experiência; 53,3%, Ensino Médio completo; e 14,5%, Fundamental completo.

As ocupações com os maiores números de vagas abertas são sinaleiro (65), operador de guindaste móvel (17), vendedor em domicílio (16), costureiro na confecção em série (13) e pedreiro (10). Com relação ao setor econômico, 47% das oportunidades pertencem ao setor de serviços; 21,6%, ao comércio; 19,5%, à indústria; e 11,6%, à construção.

Como concorrer às vagas

Para se candidatar às vagas de emprego pela internet, os trabalhadores devem acessar o aplicativo Sine Fácil (disponível na Play Store e Apple Store).

Para agendar o atendimento presencial ou obter mais informações, basta entrar em contato com a Agência FGTAS/Sine mais próxima. Clique aqui para acessar a lista de telefones e e-mails das unidades da FGTAS.

Atualmente, 124 unidades dispõem de atendimento presencial. Em Porto Alegre, esse serviço é oferecido, exclusivamente, nas Agências FGTAS/Sine Centro (Rua José Montaury, 31) e Zona Norte (Av. Baltazar de Oliveira Garcia, 2.132).

.

No interior do estado e na Região Metropolitana, permanecem fechadas as unidades de Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Encruzilhada do Sul e Gravataí. Os servidores dessas unidades estão em regime de teletrabalho, e os atendimentos nessas localidades seguem normalmente por meio dos canais virtuais.

O funcionamento de todas as agências coordenadas pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. É permitida a entrada e permanência de público equivalente ao número de atendentes da FGTAS disponível nas unidades. É obrigatório, ainda, o uso de máscara e distância de, no mínimo, dois metros entre os trabalhadores que aguardam atendimento nas filas que se formarem eventualmente.

.
.
.

Fonte

Jaíne Martins/Ascom FGTAS
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Agências FGTAS/Sine dispõem de mais de 3 mil vagas de trabalho abertas no RS

Jaíne Martins/Ascom FGTAS

As Agências FGTAS/Sine oferecem 3.195 vagas de trabalho no Rio Grande do Sul. Desse total, 68% são efetivas e 31,8%, temporárias. Em 76% delas não é exigida experiência e em 49,9% não há especificação de escolaridade mínima.

.

As ocupações com os maiores números de vagas são trabalhador volante da agricultura (804), alimentador de linha de produção (457), auxiliar de processamento de fumo (80), soldador (73) e motorista de caminhão (71).

As Agências FGTAS/Sine com os maiores números de vagas abertas são Capão do Leão (805), Caxias do Sul (205), Pelotas (153), São Gabriel (136), Garibaldi (127), Santo Ângelo (117), Passo Fundo (117) e Tapejara (112).

.

Com relação à escolaridade, 19% das oportunidades de trabalho exigem Ensino Médio completo e 14%, Fundamental completo. No que tange ao setor econômico, 60,9% pertencem à indústria; 17,9%, ao setor de serviços; 13,4%, ao comércio; e 7,3%, à construção.

A remuneração de 38,9% das vagas varia de R$ 1.567,50 a R$ 2.090; de 9,5%, de R$ 2.090 a R$ 3.135; e de 6,6%, de R$ 1.045 a R$ 1.567,50.

Região Metropolitana

Ao todo, há 240 vagas de emprego abertas na região metropolitana de Porto Alegre. Desse total, 79% exigem experiência; 53,3%, Ensino Médio completo; e 14,5%, Fundamental completo.

As ocupações com os maiores números de vagas abertas são sinaleiro (65), operador de guindaste móvel (17), vendedor em domicílio (16), costureiro na confecção em série (13) e pedreiro (10). Com relação ao setor econômico, 47% das oportunidades pertencem ao setor de serviços; 21,6%, ao comércio; 19,5%, à indústria; e 11,6%, à construção.

Como concorrer às vagas

Para se candidatar às vagas de emprego pela internet, os trabalhadores devem acessar o aplicativo Sine Fácil (disponível na Play Store e Apple Store).

Para agendar o atendimento presencial ou obter mais informações, basta entrar em contato com a Agência FGTAS/Sine mais próxima. Clique aqui para acessar a lista de telefones e e-mails das unidades da FGTAS.

Atualmente, 124 unidades dispõem de atendimento presencial. Em Porto Alegre, esse serviço é oferecido, exclusivamente, nas Agências FGTAS/Sine Centro (Rua José Montaury, 31) e Zona Norte (Av. Baltazar de Oliveira Garcia, 2.132).

.

No interior do estado e na Região Metropolitana, permanecem fechadas as unidades de Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Encruzilhada do Sul e Gravataí. Os servidores dessas unidades estão em regime de teletrabalho, e os atendimentos nessas localidades seguem normalmente por meio dos canais virtuais.

O funcionamento de todas as agências coordenadas pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. É permitida a entrada e permanência de público equivalente ao número de atendentes da FGTAS disponível nas unidades. É obrigatório, ainda, o uso de máscara e distância de, no mínimo, dois metros entre os trabalhadores que aguardam atendimento nas filas que se formarem eventualmente.

.
.
.