TVGO | Guaíba Online

Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

📚 Educação

Encontros de escuta para implementação do Ensino Médio em Tempo Integral começam no RS

Meta é transformar metade das instituições de Ensino Médio da rede pública em escolas de tempo integral, com 9 horas de aulas diárias.

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Encontros de escuta para implementação do Ensino Médio em Tempo Integral começam no RS
Ascom Seduc
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Secretaria da Educação (Seduc) deu início, na semana passada, aos encontros de escuta para implementação do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) na rede estadual. Os primeiros eventos ocorreram em 13 e 14 de junho na 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), região de Santa Cruz do Sul, na Universidade de Santa Cruz (Unisc).

 

Nesses dias, mais de 200 participantes, entre professores, gestores e coordenadores regionais, estiveram ao lado de estudantes da rede estadual para trocar experiências e percepções sobre a modalidade de tempo integral.

Leia Também:

Atualmente, a Seduc realiza a Pesquisa de Acompanhamento e Desenvolvimento do Ensino Médio em Tempo Integral (Padi) com as escolas que já aplicam o modelo na rede estadual gaúcha. O questionário virtual possui 35 tópicos nos quais gestores, professores, estudantes e familiares podem expressar suas impressões sobre o andamento do processo de implementação e desenvolvimento do EMTI nas escolas de forma multidimensional – desde uma análise sobre o modelo pedagógico e o de gestão até a qualidade da infraestrutura da unidade escolar.

Sobre o Ensino Médio em Tempo Integral

Segundo o governo do estado, a expansão do EMTI tem o objetivo de atender à meta do Plano Nacional de Educação, que prevê transformar metade das instituições de Ensino Médio da rede pública em escolas de tempo integral e atingir um índice 25% de matrículas nessa modalidade. Atualmente, 111 instituições ofertam o novo modelo de ensino no Rio Grande do Sul.

 

No modelo em tempo integral, são ofertadas nove horas de aulas diárias, que compõem uma matriz curricular própria que totaliza 4.500 horas até a conclusão do Ensino Médio. Com a adesão das 67 instituições a partir de 2023, mais 8 mil alunos de todas as regiões do Estado serão beneficiados.

Leia também: Instituto Caldeira inicia obras da terceira fase da expansão

 

Comentários: