TVGO | Guaíba Online

Na Câmara de Guaíba, audiência pública com lideranças debate mobilização contra novos pedágios da região

🚘 Transporte e Veículos

Na Câmara de Guaíba, audiência pública com lideranças debate mobilização contra novos pedágios da região

A nova concessão prevê a construção de 13 novas praças de pedágio com tarifas que vão de R$ 11,54 a R$ 16,15.

Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Em uma reunião regional realizada nesta segunda-feira (31), na Câmara de Vereadores de Guaíba, prefeitos, vice-prefeitos, deputados federais e vereadores da Região Carbonífera, Costa Doce e Metropolitana, mobilizaram-se contra os pedágios previstos na nova concessão que o governo federal pretende colocar em prática no Rio Grande do Sul. 

 

A nova concessão prevê a construção de 13 novas praças de pedágio com tarifas que vão de R$ 11,54 a R$ 16,15. Cinco deles serão instalados na BR-116, sendo um em Camaquã, um em Barra do Ribeiro e três em Eldorado do Sul. Das três praças de Eldorado do Sul, na BR-116, duas estarão posicionadas em locais para evitar fuga de pedágio, em alças da rodovia que obrigarão o motorista a pagar a tarifa.

Junto ao Prefeito e Vice-Prefeito de Eldorado do Sul, o prefeito Marcelo Maranata lidera o movimento que levará vereadores, prefeitos, deputados e entidades a Brasília no dia 11 de novembro para a audiência que irá definir e ouvir os representantes da região em relação às praças de pedágio. A Deputada Estadual Patrícia Alba e os Deputados Federais Pompeo de Mattos, Paulo Pimenta e Daniel da TV já confirmaram presença na audiência.

 

‘’Agradeço a presença das autoridades, associações e entidades de toda a região Costa Doce e Carbonífera que vieram à câmara nesta segunda-feira (31). Juntos, vamos a Brasília no dia 11 de novembro mobilizar nossos deputados federais, estaduais e senadores, no intuito de que tenhamos uma audiência pública aqui em Guaíba, justamente para conseguirmos reverter esse quadro que é prejudicial para o desenvolvimento da nossa região. No momento que permitirmos que esses pedágios venham para cá, com certeza estaremos sacrificando o desenvolvimento de nossas indústrias, serviços, construções civis e tantos outros projetos. É importantíssimo a união de autoridades e da sociedade civil para impedir essas taxas de pedágios abusivas que estão destinadas para a nossa região’’, destacou o prefeito, Marcelo Maranata.

Além da mobilização da comitiva para a viagem a Brasília, a reunião também determinou uma ação de comunicação social através de uma campanha publicitária abordando sobre o tema do pedágio e suas alternativas, com o objetivo impactar a sociedade para que todos saibam os grandes impactos que a região irá sofrer a partir da não ação contra os pedágios previstos para serem instalados. Contando com mobilizações em pontos estratégicos, a campanha prevê ações de mídias como: veiculação de 19 pontos de outdoor em toda a região, produção de material impresso com conteúdo sobre o tema, além do uso de redes sociais, incluindo a criação de um perfil específico para a campanha.

A audiência pública será em 11 de novembro na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres, em Brasília, a partir das 10 horas da manhã. A sessão será transmitida no Canal ANTT no Youtube.



Comentários: