Guaíba Online

Projeto que proíbe canudos plásticos em Guaíba é aprovado na Câmara

Bares e restaurantes têm um ano para adequação

pexels.com

O projeto de lei que proíbe o uso de canudos plásticos em Guaíba foi aprovado nessa terça-feira (11) na Câmara de Vereadores. A regra vale para bares, restaurantes, hotéis e demais estabelecimentos comerciais da cidade, que têm um ano para se adequarem. Foi a terceira vez que o parlamentar Arilene Pereira (PTB) propôs a matéria no legislativo.

Leia também: Menino de 12 anos procura Câmara para saber sobre projeto que proíbe uso de canudos plásticos

A proposição aborda que os canudos plásticos deverão ser substituídos por descartáveis, de material biodegradável ou de papel. A justificativa do autor é que a vida útil de um canudo é de, em média, quatro minutos – tempo suficiente para terminar uma bebida.

Para ele, "o mundo declarou guerra ao canudo de plástico". Acredita que o caminho para um mundo com menos plástico se dará por educação, não apenas por proibição.

- Precisamos ensinar as pessoas a como descartar esses objetos e pressionar por novas tecnologias biodegradáveis - enfatiza.

Segundo o projeto em Guaíba, na primeira autuação a empresa ganha advertência, seguido por multa e novas intimações. A lei já existe em diversas cidades brasileiras, como nas capitais Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

O ambientalista mirim Pedro Henrique da Silva, de 12 anos, estava na sessão. Ele acompanhou todo andamento do projeto desde que foi protocolado o primeiro, em 2018. Trabalha sobre a causa em sua escola, Darcy Berbigier, e está buscando melhores condições para o meio ambiente em Guaíba.

Em posse como vereador mirim, em dezembro, entregou canudos de papel a parlamentares. No seu pronunciamento na tribuna disse que os canudinhos plásticos contribuem com 5% da poluição dos oceanos.

- Não sabemos exatamente como serão futuramente as consequências desses mares com os canudos plásticos. Mas podemos fazer a nossa parte, abolindo a utilização desses materiais que põe em risco o meio ambiente - destacou.

Leia também: Campanha de vacinação contra o sarampo começa para crianças e adolescentes de 5 a 19 anos

 

 

Oferecimento:
- Chopp, hamburgers, sorvetes e mais! Vem pra Caramele Gelato Gourmet
- Sua casa ainda não tem Fibra Óptica e Wi-Fi? Assine já na RS Internet
- Anuncie no Guaíba Online e leve sua marca para milhares de leitores

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Projeto que proíbe canudos plásticos em Guaíba é aprovado na Câmara

O projeto de lei que proíbe o uso de canudos plásticos em Guaíba foi aprovado nessa terça-feira (11) na Câmara de Vereadores. A regra vale para bares, restaurantes, hotéis e demais estabelecimentos comerciais da cidade, que têm um ano para se adequarem. Foi a terceira vez que o parlamentar Arilene Pereira (PTB) propôs a matéria no legislativo.

Leia também: Menino de 12 anos procura Câmara para saber sobre projeto que proíbe uso de canudos plásticos

A proposição aborda que os canudos plásticos deverão ser substituídos por descartáveis, de material biodegradável ou de papel. A justificativa do autor é que a vida útil de um canudo é de, em média, quatro minutos – tempo suficiente para terminar uma bebida.

Para ele, "o mundo declarou guerra ao canudo de plástico". Acredita que o caminho para um mundo com menos plástico se dará por educação, não apenas por proibição.

- Precisamos ensinar as pessoas a como descartar esses objetos e pressionar por novas tecnologias biodegradáveis - enfatiza.

Segundo o projeto em Guaíba, na primeira autuação a empresa ganha advertência, seguido por multa e novas intimações. A lei já existe em diversas cidades brasileiras, como nas capitais Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

O ambientalista mirim Pedro Henrique da Silva, de 12 anos, estava na sessão. Ele acompanhou todo andamento do projeto desde que foi protocolado o primeiro, em 2018. Trabalha sobre a causa em sua escola, Darcy Berbigier, e está buscando melhores condições para o meio ambiente em Guaíba.

Em posse como vereador mirim, em dezembro, entregou canudos de papel a parlamentares. No seu pronunciamento na tribuna disse que os canudinhos plásticos contribuem com 5% da poluição dos oceanos.

- Não sabemos exatamente como serão futuramente as consequências desses mares com os canudos plásticos. Mas podemos fazer a nossa parte, abolindo a utilização desses materiais que põe em risco o meio ambiente - destacou.

Leia também: Campanha de vacinação contra o sarampo começa para crianças e adolescentes de 5 a 19 anos

 

 

Oferecimento:
- Chopp, hamburgers, sorvetes e mais! Vem pra Caramele Gelato Gourmet
- Sua casa ainda não tem Fibra Óptica e Wi-Fi? Assine já na RS Internet
- Anuncie no Guaíba Online e leve sua marca para milhares de leitores