Guaíba Online

Thyssenkrupp Elevadores pode ser vendida para empresa de homem mais rico do Brasil

3G Capital, que tem como sócio Jorge Paulo Lemann, fez oferta à alemã

Divulgação

A divisão de elevadores da empresa Thyssenkrupp está à venda, o que inclui sua fábrica de Guaíba. A empresa brasileira de private equity 3G Capital, criada em 2004, entrou na corrida pela aquisição do negócio de elevadores da gigante alemã. Jorge Paulo Lemann, que é um dos sócios da empresa, é considerado o homem mais rico do país e dos mais ricos do mundo, com uma fortuna estimada em 22,5 bilhões de dólares (ou cerca 100 bilhões de reais).

Os investidores interessados têm negócios e controle em várias empresas de conhecimento popular, como AbInBev (Skol, Brahma, Budwiser, Stella Artois, entre outras), Burger King, Heinz, Lojas Americanas, Submarino e Shoptime). Também fazem parte do quadro de sócios Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira.

A oferta da 3G não foi a única - investidores da asiática Hillhouse Capital, de Hong Kong, também têm interesse na TKE e teriam oferecido, segundo a Bloomberg, cerca de 17 bilhões de dólares pelo negócio. Ainda existem, conforme o site, ofertas da fabricante finlandesa Kone Oyj, de um consórcio que inclui um fundo de investimento de Abu Dhabi e também da empresa japonesa Hitachi.

O negócio de elevadores é o ativo mais valioso da Thyssenkrupp e a unidade mais lucrativa do conglomerado. Segundo a Época Negócios, a empresa também considera a possibilidade de realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO) da unidade em vez da venda do negócio. O objetivo seria levantar capital para reduzir dívidas e financiar a reestruturação de suas operações, que foram afetadas pelo enfraquecimento da economia alemã.

A Tyssenkrupp tem mais de 155.000 empregados em quase 80 países e é resultado de uma união em 1999 das empresas Thyssen e Krupp. O grupo iniciou as atividades no Brasil a partir da empresa Sür Elevadores em Guaíba, que operava no estado desde 1945. Em 1999, a Sür une-se ao grupo, tornando-se Thyssen Sür e, posteriormente em 2002 adotando o nome ThyssenKrupp em definitivo. Hoje o parque industrial, localizado na estrada Santa Maria, Zona Oeste, tem 94 mil metros quadrados e conta com uma área coberta de aproximadamente 24 mil metros quadrados.

 

Oferecimento:
- Manah Ateliê de Comida Caseira é o lugar para almoçar e relaxar

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Thyssenkrupp Elevadores pode ser vendida para empresa de homem mais rico do Brasil

A divisão de elevadores da empresa Thyssenkrupp está à venda, o que inclui sua fábrica de Guaíba. A empresa brasileira de private equity 3G Capital, criada em 2004, entrou na corrida pela aquisição do negócio de elevadores da gigante alemã. Jorge Paulo Lemann, que é um dos sócios da empresa, é considerado o homem mais rico do país e dos mais ricos do mundo, com uma fortuna estimada em 22,5 bilhões de dólares (ou cerca 100 bilhões de reais).

Os investidores interessados têm negócios e controle em várias empresas de conhecimento popular, como AbInBev (Skol, Brahma, Budwiser, Stella Artois, entre outras), Burger King, Heinz, Lojas Americanas, Submarino e Shoptime). Também fazem parte do quadro de sócios Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira.

A oferta da 3G não foi a única - investidores da asiática Hillhouse Capital, de Hong Kong, também têm interesse na TKE e teriam oferecido, segundo a Bloomberg, cerca de 17 bilhões de dólares pelo negócio. Ainda existem, conforme o site, ofertas da fabricante finlandesa Kone Oyj, de um consórcio que inclui um fundo de investimento de Abu Dhabi e também da empresa japonesa Hitachi.

O negócio de elevadores é o ativo mais valioso da Thyssenkrupp e a unidade mais lucrativa do conglomerado. Segundo a Época Negócios, a empresa também considera a possibilidade de realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO) da unidade em vez da venda do negócio. O objetivo seria levantar capital para reduzir dívidas e financiar a reestruturação de suas operações, que foram afetadas pelo enfraquecimento da economia alemã.

A Tyssenkrupp tem mais de 155.000 empregados em quase 80 países e é resultado de uma união em 1999 das empresas Thyssen e Krupp. O grupo iniciou as atividades no Brasil a partir da empresa Sür Elevadores em Guaíba, que operava no estado desde 1945. Em 1999, a Sür une-se ao grupo, tornando-se Thyssen Sür e, posteriormente em 2002 adotando o nome ThyssenKrupp em definitivo. Hoje o parque industrial, localizado na estrada Santa Maria, Zona Oeste, tem 94 mil metros quadrados e conta com uma área coberta de aproximadamente 24 mil metros quadrados.

 

Oferecimento:
- Manah Ateliê de Comida Caseira é o lugar para almoçar e relaxar