Guaíba Online

Como tornar a compra do material escolar em um momento de aprendizagem

Veja 5 lições para aprender antes do início das aulas

Maria Ana Krack /PMPA

Não é preciso caminhar muito pelo centro da cidade para encontrar alunos e suas famílias nas compras do material escolar. O início do ano letivo se aproxima e ao ver os pequenos, os adolescentes, e até mesmo os adultos durante as compras, pode-se observar que é um momento de muita integração familiar, um momento prazeroso, mas que necessita de muita negociação e diálogo. Conforme a frase do escritor José Saramago “A vida é uma aprendizagem diária, afasto-me do caos e sigo um simples pensamento: quanto mais simples melhor!”, a aprendizagem significativa é permeada de sensações, e nestas simples experiências de vida aprendemos muito mais do que pensamos, por isso a importância de planejarmos tudo com carinho para que seja uma experiência inesquecível.

Leia também: Livro "Guaíba: a nossa cidade contada por crianças" é lançado por pequenos escritores


Tenho boas lembranças dos dias em que comprava o material escolar com a minha mãe e pensando nestes momentos, elaborei cinco dicas, para que as famílias aproveitem e tornem o momento das compras, não só de consumo, mas também de aprendizagem. São elas:


1) Consciência ecológica: reutilizar o máximo possível de materiais que sobraram do ano anterior. Essa atitude ensina a reutilizar materiais que estão em bom estado de conservação, evitando a compra de itens desnecessários e também ajuda na preservação do meio ambiente, evitando o descarte de materiais. Você pode negociar com a criança a reutilização de alguns itens, como mochila, estojos, tesouras, apontadores que estão em bom estado de conservação e com a economia poder comprar algum item que custe um pouco mais.


2) Solidariedade: durante a revisão dos materiais que podem ser reutilizados, você pode combinar com a criança quais os itens que serão doados para crianças carentes, este ato não só ensina a criança a ser solidária como também a reconhecer a realidade de muitas crianças que não têm as mesmas condições financeiras, com certeza isso a fará ser grata por tudo o que tem.


3) Pesquisa: na hora das compras é muito importante organização e planejamento. Ter uma lista de materiais e dos locais para pesquisar os preços é essencial. Mostrar para a criança que tudo custa dinheiro, que o consumo deve ser consciente e que se busca primeiro pela qualidade dos materiais adquiridos, também é outra lição. Claro que muitas vezes cedemos aos apelos publicitários de personagens nas capas e rótulos, mas é importante neste momento comparar os preços e a qualidade dos materiais solicitados na lista.


Leia também:  Crianças lançam seu primeiro livro "Emocionário" e autografam na Vitrine Cultura

4) Consumo consciente: comprar somente o necessário e verificar quais materiais são fabricados de acordo com as normas dos produtos sustentáveis, muitas fábricas utilizam insumos renováveis e materiais que não agridem o meio ambiente. Ensinar a cuidar do planeta é uma das maiores lições que podemos ensinar aos pequenos.


5) Minimalismo: Consumir menos e perceber que consumir menos nos gera mais tempo e mais qualidade de vida, e por fim isso pode representar uma lição, e talvez a mais importante de todas, que não precisamos de nenhum bem material para a felicidade, pois ela não está no fim do caminho, mas durante o percurso.

 

Oferecimento:
- Abastecer, conveniência e tudo para seu carro no Posto da 20
- Rancho e cestas básicas é na Super Sacola Econômica
- Anuncie no Guaíba Online e leve sua marca a milhares de leitores

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Como tornar a compra do material escolar em um momento de aprendizagem

Não é preciso caminhar muito pelo centro da cidade para encontrar alunos e suas famílias nas compras do material escolar. O início do ano letivo se aproxima e ao ver os pequenos, os adolescentes, e até mesmo os adultos durante as compras, pode-se observar que é um momento de muita integração familiar, um momento prazeroso, mas que necessita de muita negociação e diálogo. Conforme a frase do escritor José Saramago “A vida é uma aprendizagem diária, afasto-me do caos e sigo um simples pensamento: quanto mais simples melhor!”, a aprendizagem significativa é permeada de sensações, e nestas simples experiências de vida aprendemos muito mais do que pensamos, por isso a importância de planejarmos tudo com carinho para que seja uma experiência inesquecível.

Leia também: Livro "Guaíba: a nossa cidade contada por crianças" é lançado por pequenos escritores


Tenho boas lembranças dos dias em que comprava o material escolar com a minha mãe e pensando nestes momentos, elaborei cinco dicas, para que as famílias aproveitem e tornem o momento das compras, não só de consumo, mas também de aprendizagem. São elas:


1) Consciência ecológica: reutilizar o máximo possível de materiais que sobraram do ano anterior. Essa atitude ensina a reutilizar materiais que estão em bom estado de conservação, evitando a compra de itens desnecessários e também ajuda na preservação do meio ambiente, evitando o descarte de materiais. Você pode negociar com a criança a reutilização de alguns itens, como mochila, estojos, tesouras, apontadores que estão em bom estado de conservação e com a economia poder comprar algum item que custe um pouco mais.


2) Solidariedade: durante a revisão dos materiais que podem ser reutilizados, você pode combinar com a criança quais os itens que serão doados para crianças carentes, este ato não só ensina a criança a ser solidária como também a reconhecer a realidade de muitas crianças que não têm as mesmas condições financeiras, com certeza isso a fará ser grata por tudo o que tem.


3) Pesquisa: na hora das compras é muito importante organização e planejamento. Ter uma lista de materiais e dos locais para pesquisar os preços é essencial. Mostrar para a criança que tudo custa dinheiro, que o consumo deve ser consciente e que se busca primeiro pela qualidade dos materiais adquiridos, também é outra lição. Claro que muitas vezes cedemos aos apelos publicitários de personagens nas capas e rótulos, mas é importante neste momento comparar os preços e a qualidade dos materiais solicitados na lista.


Leia também:  Crianças lançam seu primeiro livro "Emocionário" e autografam na Vitrine Cultura

4) Consumo consciente: comprar somente o necessário e verificar quais materiais são fabricados de acordo com as normas dos produtos sustentáveis, muitas fábricas utilizam insumos renováveis e materiais que não agridem o meio ambiente. Ensinar a cuidar do planeta é uma das maiores lições que podemos ensinar aos pequenos.


5) Minimalismo: Consumir menos e perceber que consumir menos nos gera mais tempo e mais qualidade de vida, e por fim isso pode representar uma lição, e talvez a mais importante de todas, que não precisamos de nenhum bem material para a felicidade, pois ela não está no fim do caminho, mas durante o percurso.

 

Oferecimento:
- Abastecer, conveniência e tudo para seu carro no Posto da 20
- Rancho e cestas básicas é na Super Sacola Econômica
- Anuncie no Guaíba Online e leve sua marca a milhares de leitores

Veja também

sample52
John Vareira - Gourmet
John Vareira - Gourmet

Receita especial para o Dia dos Pais: Pernil Suíno ao molho de cerveja Red Ale

sample52
Fernanda Campos - Tradicionalismo
Fernanda Campos - Tradicionalismo

Descubra o que há em comum entre o Desafio Farroupilha do Grupo RBS e o CTG Pedras Brancas

sample52
Tarso Vigil - Filosofia de Bar
Tarso Vigil - Filosofia de Bar

A Quebra da Quarta...? Será que ficção e realidade podem coexistir?

sample52
Ledi Almeida - Negócios
Ledi Almeida - Negócios

Em agosto está prevista a nota de 200 reais. Mas qual é o objetivo da nova medida?