TVGO | Guaíba Online

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Geral

Aprenda os benefícios ecológicos e psicossociais da Compostagem Doméstica

É uma prática pra quem ama jardinagem, teve que se adaptar ao home office e quer melhorar a alimentação

Aline Stolz - Papo Ambiental
Por Aline Stolz - Papo Ambiental
Aprenda os benefícios ecológicos e psicossociais da Compostagem Doméstica
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Atualmente, há uma preocupação com o meio ambiente e as consequências da poluição. Cientistas e estudiosos alertam para os riscos gerados devido a falta de manutenção de nossos resíduos. Por isso, é importante buscar formas de contribuir com a nossa saúde e a do nosso planeta e a compostagem já é de grande ajuda para isso.

 

A compostagem doméstica é uma prática para quem ama jardinagem, se preocupa com o meio ambiente, teve que se adaptar ao “homeoffice’, quer melhorar a alimentação em casa e adquirir uma nova atividade socioambiental. 

Leia Também:

Esse processo natural possui vários benefícios como mudança de hábitos, alimentação equilibrada, ajuda a decompor os resíduos domésticos, contribui para um ambiente mais saudável e ainda auxilia no relaxamento do estresse de uma rotina diferenciada, adquirida na pandemia.

A compostagem doméstica não é uma prática tão difundida, apesar de possuir inúmeros benefícios, já que é uma forma de aproveitar a decomposição natural de resíduos orgânicos oriundos de sua própria rotina. A técnica transforma resíduos orgânicos em algo novo, pois a composteira doméstica gera adubo, o que pode ser excelente para os fãs de jardinagem ou adeptos à horta em casa.

 

O processo, basicamente, envolve reações bioquimicas atuando sobre restos de frutas, legumes e vegetais e sobras de alimentos, transformando-os em adubo orgânico em um ambiente controlado.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, em 2021 os lares brasileiros geraram cerca de 43 milhões de toneladas resíduos orgânicos. Apesar desse material se decompor facilmente, gera gás metano, que é potencialmente tóxico e é um componente do Efeito Estufa, o qual contribui para a destruição da camada de ozônio e para o aumento da temperatura global. Além disso, o acúmulo de lixo gera o chorume, um lpiquido que pode contaminar o solo e os lençóis freáticos. 

O uso de composteira doméstica pequena é uma técnica de grande ajuda para diminuir o impacto de resíduos orgânicos. Se cada lar cuidasse de seus próprios resíduos em um ambiente controlado, a liberação de elementos tóxicos se tornaria menor e contribuiria potencialmente para se ter um planeta melhor e uma dieta mais saudável, além dos benefícios terapêuticos.

Apesar de inúmeros proveitos, essa prática é pouco difundida no Brasil. Segundo dados do Ministério de Meio Ambiente, apenas 1,5% do lixo doméstico do país é reciclado, comparado aos 28% dos Estados Unidos e 68% da Índia. Por esse motivo, diversas entidades vêm divulgando os benefícios da compostagem doméstica e como realizá-la.

Para quem se interessou sobre compostagem doméstica, saiba que com alguns itens simples e comuns, você também pode auxiliar o meio ambiente e se beneficiar dos frutos dessa técnica ambiental.

Há dois tipos de compostagem mais simples e que podem ser utilizados em pequenos canteiros ou mesmo em vazos para apartamentos, já que são compactas, de simples montagem.

O primeiro é a compostagem doméstica com minhocas californianas, método no qual a composteira deve possuir três compartimentos, que são como grandes caixas, de forma que fiquem sobrepostas umas sobre a outras, já que cada caixa tem uma função. O segundo método é a compostagem anaeróbica, a qual acontece em ambiente totalmente fechado, quando o material orgânico passa por uma fermentação, com pouco oxigênio disponível e sem minhocas.

Em ambos os tipos, seja com minhocas ou pelo processo anaeróbico, uma composteira é sempre montada com três camadas:

1ª caixa, de cima, que serve para depositar os resíduos orgânicos;

2ª caixa, do meio, onde se coloca terra e as minhocas californianas, ocorrendo insidência de microorganismos benfeitores que ajudam a transformar os resíduos em adubo orgânico. Se for o processo anaeróbico, acrescenta-se terra e água e revolve-se essa camada semanalmente;

3ª. A última camada é onde fica o líquido resultante do processo de compostagem, chamado de chorume, o  qual é rico em nutrientes e ótimo para regar plantas.

 

pastedGraphic.png

Composteiras Comerciais. Fonte https://www.ypedia.com.br/

 

Muitas pessoas relutam em fazer a compostagem por acreditar que causa odores desagradáveis. Mas a verdade é que, se feita de forma correta, isso não irá acontecer. É importante saber que a compostagem do tipo aeróbica, que libera gases inodoros e a do tipo anaeróbica gera metano e sulfato, responsáveis por odores mais marcantes.

 

Os resíduos orgânicos que podem ser compostados são cascas e talos de frutas, legumes, verduras e de ovos, borra e filtro de papel de cafés, saquinhos de chás, guardanapos, grãos e sementes. Em contrapartida, alguns alimentos não podem ser reaproveitados, como carnes (cruas ou cozidas), cebola e alho, incluindo suas cascas, alimentos cítricos e processados, laticínios, óleos, gorduras, papel higiênico usado, fezes de animais domésticos, derivados do trigo, plantas doentes, sal em excesso.

É importante lembrar que o processo da composteira é natural e lento, então quanto mais resíduos, maior o tempo para decompor. Caso você tenha muitos resíduos orgânicos, é interessante aumentar o tamanho da composteira. Outra opção é guardar temporariamente seus resíduos em um pote fechado - compostagem anaeróbica, até a hora de adicionar ao sistema de compostagem com minhocas, para que moscas não coloquem ovos nestes alimentos.

 

A adoção de uma composteira está dentro dos princípios dos 7 R's do Consumo Sustentável na prática: Repense, Responsabilize-se, Respeite, Recuse, Reaproveite, Reutilize e Recicle, além de diminuir sua Pegada Ecológica no planeta. 

Então, conta para gente: Você faz compostagem em casa? Quais os resultados? Já utilizou em vasos de plantas ou fez sua hortinha?



Referências:

Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de resíduos Sólidos. Disponível em https://abetre.org.br/atlas-da-destinacao-final-de-residuos-brasil-2020/ Acesso em 02/03/2022.

Ipê Produtos. Disponível em https://www.ypedia.com.br/  Acesso em 02/03/2022.

Ministério de Meio Ambiente. Disponível em https://www.gov.br/mma/pt-br  Acesso em 02/03/2022.

Senado Brasileiro. Disponível em https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2021/06/aumento-da-producao-de-lixo-no-brasil-requer-acao-coordenada-entre-governos-e-cooperativas-de-catadores Acesso em 02/03/2022.

 

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite juízo de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

 

 

 

 

 

Comentários:
Aline Stolz - Papo Ambiental

Publicado por:

Aline Stolz - Papo Ambiental

Saiba Mais