TVGO | Guaíba Online

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

Geral

Semana é marcada pelas comemorações do centenário do Palácio Piratini; conheça mais sobre a sede do governo estadual

Que os governantes dos próximos 100 anos jamais esqueçam de preservar Liberdade, Igualdade e Humanidade da nossa bandeira

Fernanda Campos - Tradicionalismo
Por Fernanda Campos -...
Semana é marcada pelas comemorações do centenário do Palácio Piratini; conheça mais sobre a sede do governo estadual
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Na última segunda-feira (17) foi celebrado o centenário do Palácio Piratini, e a semana está sendo marcada por diversas atividades alusivas a data, entre elas inclui uma transmissão online das dependências do local e a disponibilização oficial do site  www.palaciopiratini.rs.gov.br, voltado para disponibilizar informações históricas e culturais do palácio para a população por meio virtual, contendo linha do tempo, visita virtual, fotos oficiais dos ambientes e do acervo artístico-cultural..

Para quem não lembra, o Palácio Piratini, fica localizado na Praça Marechal Deodoro, popularmente conhecida como Praça da Matriz, na capital do estado do Rio Grande do Sul. É a sede oficial do Poder Executivo do governo estadual, ou seja, onde trabalha e mora o governador do estado durante seu mandato, motivo pelo qual parte da comemoração inclui a inauguração da galeria dos governantes estaduais destes 100 anos.

O belíssimo prédio em estilo Neoclássico substituiu o chamado “Palácio de Barro”, devido ao péssimo estado de preservação deste, idealizado inicialmente na gestão de Julio de Castilhos. “As obras de construção do Palácio iniciaram-se em 1909, sendo um projeto do arquiteto francês Maurice Gras. Serviu de sede ao Governo do Estado a partir de 1921, no governo de Borges de Medeiros. No entanto, sua construção só foi concluída em 1971, no governo de Peracchi Barcelos. .

Leia Também:

Abrigando diversas obras de arte, entre as quais pinturas de Aldo Locatelli, no ano 2000 o  Palácio teve a sua proteção ampliada com o tombamento pelo IPHAN.  Em 16 de novembro de 2015, o COMPAHC - Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Porto Alegre - tombou os 23 murais de grande dimensões de Aldo Locatelli localizados no Palácio Piratini.”, conforme site oficial do IPHAE. 

Logicamente, toda a história do Palácio Piratini se confunde com a história do povo gaúcho, seus costumes e lutas, motivo pelo qual não tinha como comemoramos a passagem da data sem o envolvimento do MTG, portanto, na manhã de aniversário do centenário o Movimento sob a presidência interina de Cesar Oliveira entregou ao governador atual, Eduardo Leite, uma Adaga de “S” alusiva aos 100 anos do Palácio Piratini, recebedo de volta uma moeda como manda a tradição. Acompanharam a homenagem “a vice-presidente de Cultura, Roberta Jacinto; o vice-presidente Campeiro, Adriano Pacheco; o diretor de Laço, Marcelo de Moraes; o representante do Piquete Vaqueanos da Tradição, de Taquara (22ª RT), Júlio Mingote; a 3ª Prenda do RS, Juliane Carvalho; e o 1º Piá do RS, Henrique Moraes.” de acordo com a notícia oficial do MTG.

.Ressalta-se que todas as comemoração foram organizadas respeitando os protocolos de combate ao covid-19, sendo a maioria disponibilizada ao público em geral pelo meio virtual. No entanto, em período de “vida normal” o palácio é aberto à visitação pública, acompanhado por guias, permitindo acesso do público ao Salão de Ingresso, a escada principal, ao Salão Negrinho do Pastoreio e visualização de um modelo dos primeiros carros a motor.

Particularmente, tive a oportunidade de conhecer o ambiente e apreciar de perto majestosa arquitetura a poucos anos atrás, quando participei de uma visita acadêmica, promovida pela Ulbra Guaíba, à assembleia legislativa e na oportunidade se estendeu aos pontos turísticos e históricos próximos, localizados  no centro histórico.

Parabenizo o centenário pela passagem da data, desejando que a história de lutas políticas e glórias que resguardam seus alicerces permaneça a fim de melhorar cada vez mais a vida do povo gaúcho e que os governantes que vierem nos próximos 100 anos jamais esqueçam de preservar a Liberdade, Igualdade e Humanidade que estampam nossa bandeira.

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite juízo de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

Comentários:
Fernanda Campos - Tradicionalismo

Publicado por:

Fernanda Campos - Tradicionalismo

Saiba Mais