Guaíba Online

MENU
Logo
Quinta, 22 de abril de 2021

📚 Educação

Aulas da rede municipal de Guaíba voltam na próxima quarta-feira, dia 24, em formato remoto

Formato deve permanecer até que as escolas estejam adequadas para seguir os protocolos do COE e da Secretaria de Saúde

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para Feedback/h5>
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Prefeitura de Guaíba divulgou, nesta quarta-feira (17), que as aulas da rede municipal de ensino iniciam na próxima quarta, dia 24 de fevereiro. As aulas iniciarão em formato remoto, por meio da plataforma online EducarWeb, de maneira a proteger alunos e profissionais da educação por conta da pandemia de coronavírus. Este formato deve permanecer até que as escolas estejam adequadas para seguir os protocolos do Comitê de Operações Emergenciais (COE) e da Secretaria de Saúde.

Segundo o cronograma divulgado pela Prefeitura, os profissionais da educação se reunirão com as escolas e com a Secretaria Municipal de Educação nos dias 22 e 23, e dos dias 24 a 26, ocorrerá o período de acolhida aos alunos e familiares, conforme estabelecido em cada escola.

A Prefeitura ainda informou que haverá plantão presencial nas escolas, semanalmente, às terças e quintas-feiras, das 9h às 16h, nas Escolas de Educação Infantil (EMEI's) e de Ensino Fundamental (EMEF's), e nas terças-feiras, das 18h às 20h, para a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Informações sobre acesso à plataforma EducarWeb e demais dúvidas devem ser contatadas às escolas ou à Secretaria Municipal de Educação através do e-mail sme.pedagógico.2021@gmail.com ou telefone 3480-7020.

Decreto 55.759, do governo do Estado, retira o teto de 50% de alunos por sala de aula

Publicado na segunda-feira (15), o Decreto 55.759 retira o teto de 50% de alunos por sala de aula nas instituições de ensino do Rio Grande do Sul.

Em nota oficial, o governo do Estado disse que a alteração não significa que não haja uma regra de ocupação, pois segue mantida a restrição de distanciamento interpessoal mínimo de 1,5 metro (o que condiz com teto de ocupação de 1 pessoa para cada 2,25 metro quadrado de área útil), conforme recomendação do Ministério da Educação, do Conselho Nacional de Secretários da Educação, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Todos pela Educação, entre outros.

A modificação ocorreu a partir de uma demanda da prefeitura de Lajeado e do Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe) e tem como objetivo viabilizar a retomada presencial às aulas para o maior número possível de alunos, desde que com segurança, um objetivo de todo o processo de retorno às aulas presenciais no Rio Grande do Sul, segundo a nota.

O documento altera o Decreto 55.465, de 5 de setembro de 2020, que estabelece as normas aplicáveis às instituições e estabelecimentos de ensino situados no Estado, conforme as medidas de prevenção e de enfrentamento à epidemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

As demais orientações sobre os protocolos sanitários permanecem valendo, como o uso obrigatório, contínuo e correto de máscara. As janelas e portas devem permanecer abertas para circulação e renovação do ar. Higienização constante, antes e depois das aulas. As entradas, saídas, intervalos e demais atividades externas devem ocorrer em horários intercalados, para evitar aglomeração.

 

Créditos (Imagem de capa): Divulgação

Comentários: