Guaíba Online

MENU
Logo
Quinta, 22 de abril de 2021

📚 Educação

Prefeitos da Região Metropolitana indicam preferência por modelo híbrido de retomada das aulas

Prioridade deve ser dada a alunos de baixa renda, segundo gestores

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para Feedback/h5>
Máximo 600 caracteres.
enviando
Prefeitos e secretários de Educação das cidades que integram a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) discutiram nesta quarta-feira (13) o retorno às aulas presenciais nas redes públicas municipais. A preferência deve ser pelo modelo híbrido, priorizando os alunos de baixa renda. 
 
No encontro, os gestores avaliaram a realização das atividades online nas escolas municipais da região ao longo do ano anterior. Houve consenso de que muitos alunos tiveram dificuldades em razão da precariedade da conexão à internet e, até mesmo, da falta de computadores ou smartphones para acessar as plataformas de ensino à distância. 
 
“Não há dúvidas da necessidade de retomarmos a oferta de aulas presenciais, mesmo que de forma híbrida. Alguns municípios já estão preparados para iniciar o ano letivo nesse formato, e outros ainda estão se estruturando”, explica o prefeito de Nova Santa Rita e presidente da Granpal, Rodrigo Battistella. Segundo ele, o grupo reunido na entidade continuará trocando informações entre si e com o Governo do Estado, buscando promover um retorno seguro às comunidades escolares.
 
A secretária-adjunta de Educação do Estado, Ivana Flores, participou da reunião. Ela apresentou as experiências estaduais e destacou a necessidade de um trabalho em duas frentes. “A primeira diz respeito à questão da aprendizagem. A outra é a necessidade de cumprimento rígido aos protocolos sanitários. Não podemos falhar, nem dar brechas para a propagação do vírus”, destacou a secretária-adjunta. 
 
Testagem e vacinação
 
Nos próximos dias, os prefeitos devem encaminhar documento ao Governo do Estado sugerindo a inclusão de professores e funcionários de escola nos grupos prioritários de vacinação. “Outro fator que está dentro da alçada dos municípios é a ampliação da testagem da comunidade escolar. Com isso, conseguiremos isolar professores ou alunos que contraírem a doença. Assim, evitamos surtos”, finalizou Battistella. 
 
Presenças
 
Além do presidente da Granpal, Rodrigo Battistella, participaram os prefeitos Ary Vanazzi (São Leopoldo), Leonardo Pascoal (Esteio), Luiz Zaffalon (Gravataí), Rodrigo Massulo (Santo Antônio da Patrulha), além de vice-prefeitos e secretários municipais de educação.
 
 
 

Fonte/Créditos: Assessoria Prefeitura de Guaíba

Créditos (Imagem de capa): Divulgação

Comentários: