TVGO | Guaíba Online

Domingo, 21 de Julho de 2024

💉 Coronavírus

Quase 94% da população brasileira se vacinou contra covid-19, aponta IBGE

Pesquisa feita pelo instituto revela que as mulheres são a maioria dos vacinados

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Quase 94% da população brasileira se vacinou contra covid-19, aponta IBGE
Rovena Rosa - Agência Brasil
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

No primeiro trimestre de 2023, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 93,9% da população brasileira com 5 anos ou mais de idade recebeu pelo menos uma dose da vacina contra a COVID-19. Entre os homens, esse número atingiu 93%, enquanto entre as mulheres foi de 94,8%. A vacinação, iniciada em janeiro de 2021 para idosos, indivíduos com comorbidades e imunossuprimidos, alcançou uma cobertura significativa em todo o país.

A pesquisa revela que 94,2% das pessoas residentes em áreas urbanas receberam pelo menos uma dose da vacina, enquanto nas áreas rurais esse número foi ligeiramente menor, atingindo 92,3%. A Região Sudeste registrou a maior proporção de vacinados, com 95,9%, seguida pelas regiões Nordeste (94%), Sul (93,1%), Centro-Oeste (91%) e Norte (88,2%).

Entre as faixas etárias de 5 a 17 anos vacinadas, 84,3% receberam pelo menos duas doses da vacina, sendo que 50,5% completaram o esquema vacinal primário com duas doses e 33,8% receberam a dose complementar como reforço. Quanto aos adultos, 76,9% receberam pelo menos três doses, com 42,4% tendo recebido quatro ou mais doses até o primeiro trimestre de 2023.

Leia Também:

Em relação aos motivos para não receber todas as doses recomendadas da vacina, "esquecimento ou falta de tempo" foi a razão mais citada, seguida por "não achar necessário, ter recebido as doses desejadas e/ou falta de confiança na vacina". Entre os não vacinados, 11,2 milhões de pessoas declararam não ter recebido nenhuma dose até o primeiro trimestre de 2023, correspondendo a 5,6% da população considerada.

A pesquisa também estima que cerca de 55 milhões de pessoas tiveram COVID-19 confirmada por teste ou diagnóstico médico até o primeiro trimestre de 2023, representando 27,4% da população com 5 anos ou mais de idade no Brasil. Entre os sintomáticos, 4,2% precisaram de internação, sendo que entre os não vacinados o percentual de internações foi maior do que entre os vacinados, sendo ainda menor entre os que receberam mais doses da vacina.

Por fim, a pesquisa revela que 23% das pessoas que tiveram COVID-19 ou acreditam ter tido desenvolveram sintomas persistentes após 30 dias, com fadiga sendo o sintoma mais comumente relatado.

 

FONTE/CRÉDITOS: Contém informações da Agência Brasil
Comentários: