TVGO | Guaíba Online

Domingo, 21 de Julho de 2024

Geral

Felicidade não tem preço: consumir coisas boas faz bem à mente e ao corpo

"Você é o que você consome"

Mauro Garcia - Desenvolv. Humano
Por Mauro Garcia - Desenvolv....
Felicidade não tem preço: consumir coisas boas faz bem à mente e ao corpo
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Muitas sociedades estão vivendo o chamado capitalismo selvagem, onde empresas fazem de tudo para extrair o seu suado dinheirinho. Prometem cura, rejuvenescimento, potência, pílula da felicidade, dinheiro “fácil”, etc. Mas para isso muitas vezes manipulam, mentem e camuflam testes e informações. Permitimos que nossas mentes fossem moldadas para aceitarmos tudo de um forma natural e o pior, muitas vezes pôr isso como prioridade na nossa vida, o que nos leva a direcionarmos muito dos nossos recursos para adquirirmos “soluções” para problemas que não temos.

Não vejo nenhum problema em quem ganha rios de dinheiro de forma justa e legal, mas sabemos que grande parte dessas pessoas enriquecem às custas da exploração de menores e vulneráveis, oferecendo péssimas condições de trabalho, como longas jornadas, falta de EPIS e baixos salários.

Esses dias eu estava lendo sobre Dan Price, um norte americano dono da empresa Gravity Payments. Ele nos traz uma reflexão interessante acerca do que abordamos até agora. Para evitar demissões ou reduções de salários, em 2015 Price resolveu tirar 90% do seus próprios ganhos e compartilhá-los com sua equipe até 2024. Muitos acharam loucura e não economizaram nas críticas, porém nada de ruim que as pessoas falaram se concretizou. Price afirma que os funcionários passaram a produzir muito mais e com muito mais qualidade, triplicando o faturamento da empresa.

Leia Também:

A maneira que Price encontrou em salvar a sua empresa e o emprego dos seus funcionários rendeu muitos benefícios. Cerca de 70% dos funcionários conseguiram saldar suas dívidas e muitos já estão aumentando a sua família, devido às melhores condições a qual se encontram. Price ainda diz que seus funcionários estão cerca de 76% mais engajados e isso gera uma motivação cada vez maior na equipe. Os funcionários passaram a dedicar a sua atenção à qualidade das atividades desenvolvidas e pararam de direcionar o seu pensamento ao fato de ter que trabalhar para ganhar dinheiro.

Com 19 anos Price criou sua empresa de processamento de cartão de crédito e hoje a sua trajetória é estudada pela Harvard Business School. Penso que é muito importante bebermos de fontes inspiradoras como esta, para assim mantermos sempre a esperança de dias melhores. O mundo não é tão ruim assim como a TV nos mostra, existem coisas e pessoas incríveis por aí. Tem uma frase bem interessante que diz “você é o que você come”, mas acredito que podemos expandir um pouco mais o conceito e dizer “você é o que você consome”, talvez isso explique muito como a sua vida chegou até este momento.

 

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite juízo de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

Comentários:
Mauro Garcia - Desenvolv. Humano

Publicado por:

Mauro Garcia - Desenvolv. Humano

Saiba Mais