TVGO | Guaíba Online

Sabado, 13 de Julho de 2024

Geral

Festival Gaúcho de Inclusão: dividindo o amor pela tradição nos unimos cada vez mais

MTG busca sempre apoiar a sociedade dentro de suas necessidades, cumprindo o estipulado em nossa própria Carta de Princípios

Fernanda Campos - Tradicionalismo
Por Fernanda Campos -...
Festival Gaúcho de Inclusão: dividindo o amor pela tradição nos unimos cada vez mais
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Muito se fala em sociedade desigual, mas pouco se pensa o tanto que essa desigualdade afeta a vida das pessoas que, em geral, são dos grupos minoritários (embora sejam na verdade a maioria da sociedade). Se não pensamos em como a desigualdade afeta outras pessoas, pensamos menos ainda no que podemos fazer para diminuir essa desigualdade e facilitar ou ajudar os grupos que precisam. Um destes grupos é o da pessoa com deficiência, as quais sofrem histórica e drasticamente, assim luta-se muito pelo espaço e por melhores condições de vida.

.No direito, um dos princípios basilares da Constituição Federal (1988) é o da igualdade, que descreve que todos são iguais, mas a igualdade por si só não basta, por isso entra em jogo a equidade, no sentido de tratar os iguais por suas igualdades e os desiguais por suas desigualdades, ou seja, proporcionar formas para que as desigualdades sejam superadas a fim de que todos tenham as mesmas oportunidades.

Partindo desses pressupostos, no mundo tradicionalista vale o mesmo, motivo pelo qual o MTG/RS como precursor criou o Departamento de Inclusão sob diretoria de Mara Beatriz Caldeira Pereira. Sobretudo visa “Tornar o Movimento Tradicionalista Gaúcho mais acolhedor, inclusivo e propositivo, estabelecendo novas diretrizes que visam a inclusão social e o desenvolvimento da cidadania da Pessoa com necessidade especial”, conforme suas diretrizes apresentam.
Bom, mas o que é inclusão? 

Leia Também:

...“A inclusão social é o conjunto de medidas direcionadas a indivíduos excluídos do meio social, seja por alguma deficiência física ou mental, cor da pele, orientação sexual, gênero ou poder aquisitivo dentro da comunidade. Dessa forma, o objetivo dessas ações é possibilitar que todos os cidadãos tenham oportunidades de acesso a bens e serviços, como saúde, educação, emprego, renda, lazer, cultura, entre outros.”, explica Liz Bessa, no artigo “O que é inclusão” do Politize. Desta forma é que vem trabalhado o MTG, desde a criação do departamento, embora antes já houvessem ações destinadas a inclusão, fomentou-se a divulgação e propostas para as atividades direcionadas à inclusão.

No último mês ocorreu o período de inscrições para o Festival Gaúcho de Inclusão promovido pelo MTG em parceria com a 20° Região Tradicionalista. O evento que ocorre virtualmente devido a pandemia, teve como primeira fase o envio de videos de até 5 minutos no Facebook, onde o candidato realizava a sua apresentação, devidamente pilchado, nas modalidades que poderiam ser chula, gaita, declamação e vaca parada e outras. Era necessário utilizar a hashtag #FestivalGaúchodaInclusão. 

..Batendo recorde dos concursos virtuais desde o início da pandemia, teve um total de 106 inscritos, em 17 diferentes modalidades, classificaram-se 15 vídeos para a final  que  será no dia 15 de maio, às 20h, com transmissão pelo Facebook e YouTube do MTG. 

“Com isso, queremos realizar a verdadeira inclusão, e mostrar que todos são capazes. Nosso objetivo é mostrar que o movimento tradicionalista é acolhedor para toda a sociedade, inclusive para as pessoas que tem algum tipo de deficiência. Com nossas atividades presenciais paralisadas, é uma oportunidade de integração entre todos, por meio das redes sociais”, explica Army Júnior, coordenador da 20ª RT em comunicado oficial da abertura das inscrições.

Parabenizo imensamente a ação do MTG, que incansavelmente busca sempre apoiar a sociedade dentro de suas necessidades, cumprindo o estipulado em nossa própria Carta de Princípios: “ Auxiliar o Estado na solução dos seus problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo”. Ainda mais,  a partir de festivais como esse tem-se a possibilidade de realizar sonhos, levando a arte onde ela deve estar , ou seja, na sociedade como um todo. Por fim, mas o mais importante, parabenizo os belíssimos talentos que estão participando do festival, desejo como se no “brete” eu estivesse: BOA SORTEEEE!
Que dividirmos o amor pela tradição nos una cada vez mais.

Veja a lista de classificados para a grande final neste link

Veiculação de conteúdo: Guaíba Online não responde ou emite juízo de valor sobre a opinião de seus colunistas. Os colaboradores são autores independentes convidados pelo portal. As visões de colunistas podem não refletir necessariamente as mesmas da plataforma Guaíba Online.

Comentários:
Fernanda Campos - Tradicionalismo

Publicado por:

Fernanda Campos - Tradicionalismo

Saiba Mais