Guaíba Online

MENU
Logo
Sexta, 26 de fevereiro de 2021

🏭 Economia e Negócios

CMPC apresenta dados e iniciativas de 2020 em café da manhã com imprensa; veja os números

O presidente Maurício Harger e o Diretor de Comunicação, Daniel Ramos, apresentaram o evento virtual Review e Projeções

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para Feedback/h5>
Máximo 600 caracteres.
enviando

A CMPC, maior empresa do Rio Grande do Sul, apresentou na manhã de quinta-feira (21) os dados e iniciativas realizadas em 2020 em um café da manhã com a imprensa. O evento foi coordenado pelo diretor de comunicação Daniel Ramos e teve os dados apresentados pelo presidente da companhia, Maurício Harger. O encontro, que seria realizado na Fundação Iberê Camargo em Porto Alegre, foi alterado para uma reunião virtual em vídeo.

Em 2020 a CMPC atuou em 71 municípios, contou com 914 hortos florestais e manteve 6,6 mil empregos diretos e indiretos permanentes, além de 45 mil empregos relacionados em empresas fornecedoras e prestadoras de serviços em todo o estado.

Foram produzidas 1,87 milhões te toneladas de celulose e 52 mil toneladas de papel, o que fez a empresa bater seu recorde de produção, mesmo tendo realizado duas paradas gerais de manutenção ao longo do ano. Ao todo foram 2,6 milhões de toneladas de celulose transportados pela hidrovia, partindo de seu porto em Guaíba para o porto de Rio Grande, no sul do estado. Com isso a CMPC se posta como líder de mercado em fornecimento de celulose para fabricantes de papel no sul do Brasil.

Em termos de inovação, meio ambiente e comunidade, a empresa menciona como destaques a criação de sua Sala 4.0 de Inovação e os R$ 20,3 milhões investidos em iniciativas de sustentabilidade. Um dos principais pontos de investimento foi a requalificação urbana nas duas orlas que são vizinhas da fábrica em Guaíba: as praias da Alvorada e Alegria - nesta última onde foi realizada a realocação de 30 famílias que moravam na região do balneário. 13,5 mil hectares em Mata Atlântica e Pampa foram recuperados e 100% dos resíduos gerados no processo industrial da unidade foram reciclados.

A doação de máscaras também foi um assunto presente no ano da empresa, totalizando mais de 4,5 milhões de unidades doadas no Brasil, distribuídas entre governos federal, estaduais e municipais.

Em Guaíba, 10 mil máscaras foram confeccionadas em parceria com costureiras da cidade. A empresa investiu R$ 4 milhões para a abertura do Hospital Berço Farroupilha em Guaíba e R$ 9,49 milhões no Instituto CMPC. Ainda, ao longo do período pandêmico, foram distribuídos 13 mil kits de proteção familiar para todos seus colaboradores e prestadores de serviço.

No quesito energia, a CMPC finalizou 2020 com 101 mil MVh exportados para a rede publica, o que equivale ao fornecimento de energia por um ano para uma cidade com tamanho similar ao de Eldorado do Sul. A empresa conquistou a Certificação 50.001, que reconhece a eficiência energética.

Sobre o faturamento e números financeiros de 2020, Maurício relatou que ainda aguarda os números oficiais e dados da bolsa chilena. Contudo, o ano foi especialmente interessante para a área de exportação, devivo ao recente alto valor do dólar.

 

Comentários: