TVGO | Guaíba Online

Sabado, 13 de Julho de 2024

👥 Comunidade / Gente

MP recomenda cancelamento de licitação para compra de mastros, rosetas e bandeiras em Eldorado do Sul

Promotoria destaca necessidade de priorizar recursos para atender à população após catástrofe climática

Redação TVGO
Por Redação TVGO
MP recomenda cancelamento de licitação para compra de mastros, rosetas e bandeiras em Eldorado do Sul
Rafa Neddermeyer / Agência Brasil
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) em Eldorado do Sul emitiu uma recomendação na quarta-feira (12) para que a Prefeitura Municipal cancele uma licitação no valor de R$ 358,2 mil destinada à compra de bandeiras, mastros e rosetas. A medida visa redirecionar os recursos para atender às necessidades mais urgentes da população, especialmente após a recente catástrofe climática que atingiu o município.

A recomendação, assinada pelos promotores de Justiça Rafael de Lima Riccardi e Plínio Castanho Dutra, destaca a importância de priorizar investimentos em áreas como educação, saúde, alimentação, moradia e segurança, em detrimento de gastos com itens considerados supérfluos neste momento.

"A contratação aparenta estar desconexa com o momento vivenciado", afirma o promotor Rafael Riccardi. "É fundamental que os recursos públicos sejam utilizados de forma responsável e eficiente, priorizando as necessidades básicas da população, especialmente em situações de crise."

Leia Também:

Na mesma linha, o promotor Plínio Castanho Dutra ressalta a urgência em atender às demandas da comunidade. "São evidentes as necessidades essenciais da população de Eldorado do Sul, ligadas à educação, à saúde e a serviços de fato imprescindíveis nesse momento", argumenta. "O Ministério Público atuará para garantir que os recursos públicos sejam destinados de forma transparente e responsável, priorizando o bem-estar da população."

A Prefeitura Municipal ainda não se pronunciou sobre a recomendação.

Você pode gostar de ler também as seguintes notícias:

 

 

Comentários: