TVGO | Guaíba Online

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

🏭 Economia e Negócios

Ranking aponta Porto Alegre como uma das cinco capitais mais promissoras para startups na América Latina

Global Startup Ecosystem Report 2023 analisou dados de mais de 3,5 milhões de empresas do ramo.

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Ranking aponta Porto Alegre como uma das cinco capitais mais promissoras para startups na América Latina
SMPAE / Divulgação PMPA
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Porto Alegre é uma das cinco capitais da América Latina com o ecossistema de inovação emergente mais promissor, segundo o Global Startup Ecosystem Report 2023. O levantamento, realizado pela Startup Genome, é considerado um dos estudos mais abrangentes sobre ecossistemas de startups do mundo, com análise de dados de mais de 3,5 milhões de empresas do ramo. No continente latino-americano, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e Monterrey (México) também foram destacadas pelo ranking.

 

De acordo com a titular da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict), Simone Stülp, o resultado é fruto de uma intensa mobilização da quádrupla hélice gaúcha (universidades, setor público, inciativa privada e sociedade civil) e das políticas públicas de inovação que têm catapultado o ecossistema estadual de inovação nos últimos anos.

Leia Também:

Leia também: Com investimento de R$ 1,5 milhão, Guaíba comprará três novas retroescavadeiras

“Ficamos muito felizes com o resultado, pois aponta que estamos no caminho certo. Uma capital promissora direciona todo o Estado também, e é o que fazemos na construção das políticas públicas que fortalecem ainda mais nossa quádrupla hélice”, afirma a secretária. “O programa Inova RS, por exemplo, disseminou a inovação em todo o território gaúcho e também é aplicado em projetos em Porto Alegre, onde temos instituições de ensino e pesquisa e parques tecnológicos de ponta, reconhecidos internacionalmente.”

A secretária ainda lembra, no cenário de Porto Alegre, o South Summit Brazil, evento correalizado pelo governo do Estado, por dois anos consecutivos, no Cais Mauá – e cuja continuidade está garantida por mais quatro edições. “O South Summit é o grande encontro do ecossistema de inovação global. São três dias que reverberam o ano todo por meio de conexões, financiamentos e ideias que surgem em uma programação efervescente”, destaca Simone.

 

Ações direcionadas ao fomento de startups

Na construção de um ecossistema de inovação promissor para startups, o fomento à inovação aberta e a conexão direta com o governo são incentivados pela Sict. O programa Startup Lab é dedicado a aproximar startups e empresas na resolução de desafios específicos. A Rede RS Startup, por sua vez, é uma iniciativa que recebeu aporte de R$ 3,2 milhões para seu núcleo gestor, em 2022, além de R$ 600 mil para o desenvolvimento de uma plataforma digital. Por meio de um site, ela conecta as startups gaúchas, que podem ter acesso a calendário de eventos e oportunidades de negócios.

Capital reduz em 90% o tempo de consulta para a abertura de novos negócios

Em junho, Porto Alegre reduziu o tempo da consulta à viabilidade de local para um empreendimento para apenas 11 minutos, 92% mais rápido em comparação ao mês de maio. 

No primeiro semestre de 2023, foram realizadas mais de 30 mil consultas de viabilidade, segundo dados da Sala do Empreendedor, ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Smdet).

Conforme a titular da pasta, Júlia Evangelista Tavares, a pesquisa de viabilidade consiste em uma consulta prévia, anterior à formalização da empresa e do seu registro. “Antigamente, esse passo demorava mais de um dia e era realizado de forma manual por um servidor da sala. Agora, o serviço está mais intuitivo e simples para o cidadão”, explica a secretária.

 

Mais de 90% do serviço que precisa ser feito antes da efetivação do negócio está automatizado. O trabalho é resultado de uma parceria entre a Sala do Empreendedor, Smdet, Junta Comercial do Estado, Procempa e Sebrae, através do Cidade Empreendedora. Com essa mudança, Porto Alegre torna-se uma das cidades com o menor tempo de abertura de empresas do Brasil. No primeiro semestre deste ano, 9.715 mil alvarás foram emitidos. 

O sistema automático cruza informações do plano diretor, da atividade empresarial pesquisada e sua classificação de risco. A média de retorno era de 14 horas, já que as solicitações eram analisadas manualmente, levando cerca de 30 minutos apenas para que a demanda entrasse no sistema. 

Para acessar a viabilidade, o caminho segue sendo pelo site da Junta Comercial RS. A diferença é que, após preencher todos os dados e enviar para análise, o resultado sai na mesma hora. Caso a viabilidade seja indeferida, o interessado deve receber o motivo para que possa ser sanado ou não.

Leia também: No Mês do Meio Ambiente, CMPC desenvolve projeto de reuso de água no Viveiro de Barra do Ribeiro

 

Comentários: