Guaíba Online

MENU
Logo
Quinta, 15 de abril de 2021

🚘 Transporte e Veículos

Rodoviários de Guaíba entram em greve e ônibus não circulam na segunda-feira

Nenhum dos 106 funcionários trabalhou; categoria cobra salário atrasado e falta de pagamento do 13º

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para Feedback/h5>
Máximo 600 caracteres.
enviando

Não estão circulando, nesta segunda-feira (11), os ônibus da empresa que fazem as linhas internas em Guaíba. Devido ao atraso no pagamento dos salários e não pagamento do 13º salário, os rodoviários protestaram em frente à garagem da empresa Expresso Assur durante a manhã.

Nenhum dos 106 funcionários trabalhou. Ainda, devido à manifestação, as 30 viagens que deveriam ter sido feitas nesta manhã não foram realizadas. Por volta das 8h, sete veículos saíram da garagem para ir até a frente da prefeitura, como parte do protesto.

O prefeito Marcelo Maranata (PDT) foi até a porta da empresa e conversou com os rodoviários. Houve discussão com o presidente da entidade, Luís Carlos Veiga Martins, que cobrava uma solução. O prefeito explicou que ainda estava se inteirando da situação, que não tem secretariado definido e está focado na saúde, mas vai se reunir com a empresa ainda na segunda.

Segundo o presidente da entidade, a situação está insustentável, pois a cesta básica e os vales alimentação estão atrasados há um ano meio. Martins contou que o salário está sendo parcelado e o décimo terceiro ainda não foi pago, e que houve uma reunião na sexta-feira (8) passada mas o prefeito não teria comparecido. Até o momento desta matéria não havia previsão de quando o serviço seria retomado.

A Expresso Assur diz que sua única fonte de receita é a passagem paga pelo passageiro, que já vem sofrendo com o transporte clandestino e, com a pandemia, a situação piorou mais ainda. A receita atual da empresa não cobre a sua folha de pagamento.

 

Comentários: