TVGO | Guaíba Online

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

🇧🇷 Brasil

Aos 67 anos, morre cantor sertanejo Chrystian, que fez dupla com Ralf

Ele estava internado no hospital após ser diagnosticado com uma "condição médica que exigia repouso imediato e tratamento especializado"

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Aos 67 anos, morre cantor sertanejo Chrystian, que fez dupla com Ralf
Redes sociais - Douglas Melo
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Faleceu na noite da quarta-feira (19), o cantor Chrystian, integrante da dupla Chrystian e Ralf, aos 67 anos. Ele havia sido internado no Hospital Samaritano, em São Paulo, mais cedo no mesmo dia. Segundo sua assessoria, o cantor foi recentemente diagnosticado com uma "condição médica que exige repouso imediato e tratamento especializado".

A família e a equipe do cantor emitiram um comunicado em seu perfil oficial na madrugada da quinta-feira (20), informando sobre o falecimento e destacando sua trajetória na música sertaneja, onde dedicou 60 anos de sua vida e obteve grande reconhecimento nacional.

Entre os sucessos da dupla Chrystian e Ralf estão as músicas "Nova York", "O que tiver que vir virá", "Loucura demais" e "Cheiro de shampoo".

Leia Também:

Em fevereiro, Chrystian foi internado no Hospital do Rim, da Fundação Oswaldo Ramos, em preparação para um transplante de rim devido a uma condição genética chamada rim policístico. A doação seria feita por sua esposa, Key Vieira. No entanto, a cirurgia foi adiada para o final do ano após a necessidade de um cateterismo que exigiu o uso de medicação para afinar o sangue, impossibilitando a cirurgia durante o tratamento.

A assessoria informou que, ao ser internado nesta quarta-feira, Chrystian estava seguindo "todas as recomendações médicas". Uma apresentação marcada para o próximo sábado (22), em Franco da Rocha (SP), foi cancelada na tarde de quarta-feira.

O velório do cantor será realizado na quinta-feira (20), das 11h às 16h, em São Caetano do Sul (SP).

Você pode gostar de ler também as seguintes notícias:

 

 

 

 

Comentários: