TVGO | Guaíba Online

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

🏘️ Cidades do RS

Cidade de Guaíba ainda não está habilitada no programa do governo federal

Apenas 15 cidades conseguiram se habilitar, das 469 cidades afetadas pela tragédia climática

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Cidade de Guaíba ainda não está habilitada no programa do governo federal
Divulgação - Lucas Wink
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Das 469 cidades afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul, apenas 15 conseguiram habilitar seus moradores para receber o Auxílio Reconstrução do governo federal, no valor de R$ 5.100. Guaíba não está entre esses municípios.

De acordo com o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, até segunda-feira (27), 44.592 famílias foram habilitadas para receber o benefício no estado. Dessas, mais de 42.500 são de Canoas, e as demais são das cidades de Arambaré, Bom Princípio, Colinas, Cruzeiro do Sul, Dois Lajeados, Feliz, Harmonia, Imigrante, Lajeado, Nova Bassano, Rolante, Sapiranga, Sapucaia do Sul e Triunfo.

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), representando 497 cidades do estado, reconheceu que o número de municípios cadastrados é reduzido e anunciou que realizará uma pesquisa para identificar as dificuldades enfrentadas pelas prefeituras. Segundo a entidade, muitas prefeituras não têm funcionários suficientes para realizar o cadastro.

Leia Também:

O coordenador-geral da Famurs, Professor Nado, mencionou que a falta de estrutura, agravada pelas enchentes, dificulta o processo de cadastramento. A ausência de documentos e acesso a computadores, além da destruição de sedes de prefeituras, são obstáculos significativos.

Até a manhã de segunda-feira, o governo federal recebeu 75.213 registros enviados pelas prefeituras, com a estimativa de que o programa alcance cerca de 200 mil pessoas. Os dados das famílias precisam ser confirmados pelos cidadãos para que o pagamento seja realizado. Outros 30.621 cadastros estão em análise, sendo a maioria de Canoas.

A prefeitura de Porto Alegre encaminhou o primeiro lote de dados para pagamento na manhã de terça-feira (28), priorizando desabrigados e desalojados. Até as 10h, foram enviados dados de 24.516 famílias.

Para facilitar o cadastramento, a Famurs planeja disponibilizar um sistema desenvolvido pela Canoas Tech para emitir atestados da Defesa Civil baseados em informações cadastrais e de geolocalização. O sistema será acessível a todas as prefeituras do estado.

Auxílio Reconstrução

O Auxílio Reconstrução é um apoio financeiro de R$ 5.100 pago pelo governo federal às famílias desalojadas ou desabrigadas no Rio Grande do Sul. O benefício é destinado a famílias residentes em áreas atingidas pelas enchentes, que tiveram perdas de bens ou deixaram suas casas temporária ou definitivamente. O pagamento será realizado pela Caixa Econômica Federal após a confirmação dos dados cadastrais.

 

FONTE/CRÉDITOS: Contém informações da Agência Brasil
Comentários: