TVGO | Guaíba Online

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

Geral

A literatura e o cinema: um casamento profundo entre as duas paixões

A obra literária “A culpa é das estrelas” fez sucesso de bilheteria

Ivan Bittencourt - Cultura
Por Ivan Bittencourt - Cultura
A literatura e o cinema: um casamento profundo entre as duas paixões
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Aproveitando que Guaíba estará celebrando a criação cinematográfica neste mês, com a chegada do 18° Festival Nacional de Cinema Estudantil, me desafiei a trazer um tema muito complexo e estudado com afinco por especialistas, que é a ligação entre a Literatura e Cinema. Mas de uma forma simples, aliás, poderíamos ir além e colocarmos um terceiro elo nesta corrente, a música, mas vamos nos deter nas duas paixões mais visuais.

Desde o início do cinema francês no século passado, ao mundo globalizado de hoje, os livros são adaptados para a telona frequentemente, e se incluíssemos as séries derivadas da escrita então, não pararíamos de falar sobre o assunto. Esse casamento engloba desde os clássicos, que são exaustivamente refilmados, até os contemporâneos, a ainda os livros desconhecidos, que depois de se tornarem filmes esgotam em poucos dias. É realmente um casamento feliz.

Feliz, porque permite ao cinema se renovar e explorar aqueles sentimentos de quem já se enraizou à história de determinado livro, causando enorme expectativa. E, muitas das vezes também, decepções por liberdades da direção do filme, entre escolha de elenco e situações em que finais ou partes do livro são modificados na adaptação. Mas, mesmo com esse pano de fundo que compõe a crítica popular ou especializada da relação entre Literatura & Cinema, há os “blockbusters, filmes “arrasta quarteirão”, sucessos da bilheteria, e que podemos citar, nos últimos anos, entre eles: “A Culpa é Das Estrelas”, Jogos Vorazes” e “Depois de Você”, sem esquecer de clássicos como “Orgulho E Preconceito”, Os Miseráveis”, “Drácula”, “O Grande Gatsby” e “Romeu e Julieta”. Todos recomendadíssimos!

Leia Também:

E temos adaptações de literatura Brasileira? Sim, inclusive posso citar da Literatura Gaúcha, a do livro 1997 de Tabajara Ruas, “A Cabeça de Gumercindo Saraiva”, que chegou aos cinemas no ano passado, esse filme terá exibição durante o Festival, no Auditório Cine Theatro Gomes Jardim, 22/11 às 19h, com entrada franca.

 

Oferecimento:
- Faça seu rancho hoje na Super Sacola Econômica
- Toda quinta-feira tem chopp em dobro na Caramele Gelato Gourmet

Comentários:
Ivan Bittencourt - Cultura

Publicado por:

Ivan Bittencourt - Cultura

Saiba Mais