TVGO | Guaíba Online

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

🚔 Segurança e Polícia

Polícia Civil desmonta esquema de fraude com contas governamentais do RS por quadrilha paulista

A ação resultou na prisão de duas pessoas além do bloqueio de contas bancárias relacionadas aos crimes

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Polícia Civil desmonta esquema de fraude com contas governamentais do RS por quadrilha paulista
Divulgação - Polícia Civil RS
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

No início da manhã da quarta-feira (15), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul conduziu a Operação Dilúvio Moral, em colaboração com a Força-Tarefa Cyber, com o objetivo de desarticular uma associação criminosa envolvida em fraudes. A ação, realizada na cidade de Santo André e com apoio operacional da Polícia Civil de São Paulo, resultou na prisão de duas pessoas e na realização de bloqueios de contas bancárias.

O grupo, composto por dois homens, uma mulher e um menor de idade, criou contas falsas em redes sociais, apresentando-se como perfis oficiais do Estado do Rio Grande do Sul. Eles lançaram uma campanha intensiva para coletar doações, divulgando chaves Pix de pessoas físicas para receber os valores.

As investigações apontam que a fraude começou nos primeiros dias da calamidade, enganando um número considerável de pessoas que acreditavam estar contribuindo para a reconstrução do Estado, quando na verdade eram vítimas de uma organização criminosa sediada em São Paulo.

Leia Também:

Os suspeitos, cujas idades variam de 17 a 45 anos, possuem registros criminais por diferentes delitos, como roubo, porte ilegal de arma de fogo, furto e tráfico de drogas. As autoridades continuam investigando em busca de mais evidências e possíveis cúmplices.

A Força-Tarefa Cyber, composta por delegados e agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), foi encarregada de reprimir atividades criminosas virtuais relacionadas à situação atual do Estado. Mais de 50 casos foram analisados até o momento, com mais de 70% concluídos. Além disso, mais de 15 páginas fraudulentas foram retiradas do ar, com o bloqueio de pelo menos cinco contas bancárias ligadas às atividades ilegais.

Essa ação da Polícia Civil reforça o compromisso de combater investigações criminais qualificadas, especialmente aquelas que buscam se beneficiar da tragédia atual no Rio Grande do Sul, visando responsabilizar criminalmente todos os envolvidos.

Comentários: