TVGO | Guaíba Online

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

🏥 Saúde

Rio Grande do Sul acende alerta contra sarampo e recomenda vacinação

Secretaria da Saúde alerta sobre a importância da imunização devido ao aumento de casos no exterior

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Rio Grande do Sul acende alerta contra sarampo e recomenda vacinação
Marcelo Camargo - Agência Brasil
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Secretaria da Saúde (SES) está orientando a população a se vacinar contra o sarampo, especialmente aqueles que planejam viagens internacionais. A recomendação se dá em resposta ao aumento de casos da doença em diversos países e ao alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o avanço do sarampo globalmente. A preocupação é maior devido à temporada de férias e às Olimpíadas de Paris, programadas para ocorrer de 26 de julho a 11 de agosto.

Em maio, a OMS informou um aumento de 94% nos casos de sarampo em 2024 em comparação ao ano anterior. A vacinação é indicada para pessoas de um a 29 anos (duas doses da vacina tríplice viral) e de 30 a 59 anos (uma dose da vacina tríplice viral). É recomendado que os viajantes tomem a vacina pelo menos 15 dias antes da viagem.

Leia Também:

A especialista em Saúde do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Lara Crescente, destacou a importância de verificar os registros vacinais, pois o sarampo pode afetar todas as faixas etárias. A vacinação é a medida mais eficaz para prevenir a doença. O vírus do sarampo é altamente contagioso, e a imunização de adultos também protege crianças menores de um ano, que são mais vulneráveis a complicações.

O Brasil não registra casos confirmados de sarampo desde 2022. No Rio Grande do Sul, os últimos casos ocorreram em abril de 2020, embora casos importados tenham sido registrados posteriormente. Em janeiro deste ano, uma criança vinda de um país asiático foi diagnosticada com sarampo no estado, e a SES tomou medidas para vacinar todos que tiveram contato com a criança, prevenindo a transmissão.

O país havia recebido o certificado de eliminação do sarampo em 2016, mas a reintrodução do vírus, associada a baixas coberturas vacinais, levou à perda do certificado após um ano. Atualmente, o Brasil busca a recertificação.

Nos últimos 12 meses, a Europa registrou 5.778 casos de sarampo, sendo 347 na França, onde ocorrerão as Olimpíadas de 2024. Na América, casos foram registrados na Argentina, Bolívia, Peru e Estados Unidos, com mais de 150 notificações.

Os sintomas do sarampo incluem febre, manchas avermelhadas que começam no rosto e se espalham pelo corpo, além de sintomas respiratórios como tosse, coriza e conjuntivite.

 

 

Comentários: