TVGO | Guaíba Online

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

🏥 Saúde

Mais de 6 milhões de casos e 4,2 mil mortes no 1º semestre são registrados

Dados do Ministério da Saúde apontam aumento significativo em relação ao ano passado

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Mais de 6 milhões de casos e 4,2 mil mortes no 1º semestre são registrados
Reprodução
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Brasil registrou um surto de dengue no primeiro semestre de 2024, com mais de 6 milhões de casos prováveis e 4.250 mortes pela doença. O número representa um aumento expressivo em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram notificados 1,6 milhão de casos e 800 mortes.

Maioria dos casos entre mulheres e na faixa etária de 20 a 49 anos.

De acordo com o Ministério da Saúde, 54,8% dos casos prováveis de dengue em 2024 foram registrados em mulheres, enquanto 45,2% ocorreram em homens. A faixa etária mais afetada foi a de 20 a 29 anos, seguida pelas faixas de 30 a 39 anos e 40 a 49 anos.

Leia Também:

Regiões com maior incidência da doença.

O Distrito Federal lidera o ranking de unidades federativas com maior incidência de dengue, com 9.626 casos por 100 mil habitantes. Em seguida, estão Minas Gerais (8.035), Paraná (5.478), Santa Catarina (4.607) e São Paulo (4.301). Em números absolutos, São Paulo concentra o maior número de casos (1,9 milhão), seguido por Minas Gerais (1,6 milhão), Paraná (626,8 mil), Santa Catarina (350,6 mil) e Goiás (301,5 mil).

Medidas de prevenção.

O Ministério da Saúde alerta para a importância da adoção de medidas de prevenção contra a dengue, como:

  • Eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti: Limpar calhas, tampar tonéis e caixas d'água, eliminar água parada em pneus e outros recipientes.
  • Usar repelente: Aplicar repelente contendo DEET, IR3535 ou Picaridina nas áreas expostas do corpo.
  • Vestir roupas claras e compridas: Usar roupas que cubram os braços e pernas, especialmente ao amanhecer e ao anoitecer, quando o mosquito é mais ativo.
  • Instalar telas em portas e janelas: Telas impedem a entrada do mosquito em residências.

Ações das autoridades.

As autoridades sanitárias estão intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, incluindo nebulizações, visitas domiciliares e campanhas de conscientização da população.

Recomendações.

Em caso de suspeita de dengue, é importante procurar atendimento médico o mais rápido possível. Os sintomas da doença incluem febre alta, dor de cabeça, dores musculares e articulares, náuseas e vômitos, além de manchas na pele.

Você pode gostar de ler também as seguintes notícias:

 

 

 

 

FONTE/CRÉDITOS: Contém informações da Agência Brasil
Comentários: