TVGO | Guaíba Online

Sabado, 13 de Julho de 2024

🚘 Transporte e Veículos

Trensurb opera com esquema especial devido a fissura no trilho

Reparo na via permanente está previsto para a noite do sábado

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Trensurb opera com esquema especial devido a fissura no trilho
Divulgação - Trensub / Silvia Sippe
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Uma fissura no trilho da via permanente, na altura da estação Sapucaia, ocasionada pelas baixas temperaturas, está causando alterações na operação da Trensurb no sábado (29). A medida, tomada por questões de segurança, é temporária e terá o reparo realizado à noite, após o término da operação comercial.

Com a alteração, os trens estão circulando em via única entre as estações Esteio (sul) e Unisinos (São Leopoldo), com intervalos de aproximadamente 40 minutos entre as viagens. A equipe técnica da Trensurb já está no local e trabalha para solucionar o problema o mais breve possível.

Leia Também:

Estação Canoas reabre na segunda-feira

Na próxima segunda-feira (01º), a Estação Canoas será reaberta, ampliando para 14 o número de estações atendidas pela operação emergencial do metrô. A Trensurb informa que a viabilidade da expansão dessa operação, com segurança, foi confirmada em testes realizados nos últimos dias.

Os trens passam a circular das 5h às 22h, todos os dias, atendendo cinco municípios da Região Metropolitana no trecho entre Canoas e Novo Hamburgo. Até o momento, o metrô operava das 6h às 21h.

Bilhetagem gratuita e terminal de ônibus inalterado

Os intervalos entre as viagens seguem em 18 minutos e o terminal de embarque e desembarque dos ônibus da Transcal, que fazem o trajeto entre Canoas e Porto Alegre, continua sendo junto à Estação Mathias Velho. A cobrança de passagem segue suspensa, com os reparos no sistema de bilhetagem em fase final de execução.

O transporte de passageiros, retomado no dia 30 de maio, ainda não contempla as seis unidades de Porto Alegre, que permanecem fechadas devido aos estragos causados pelas inundações.

Situação inédita em 39 anos

Implementado na capital gaúcha e cidades vizinhas em março de 1985, a Trensurb possui 22 estações e transportava, antes das enchentes, cerca de 110 mil passageiros por dia útil em Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo. O sistema possui uma extensão total de quase 44 quilômetros, com paradas a cada 2,1 quilômetros (em média).

As equipes da Trensurb seguem trabalhando na reconstrução dos danos causados pelas enchentes. O foco está na operacionalização das subestações de energia e na manutenção de trilhos e equipamentos danificados.

 

Você pode gostar de ler também as seguintes notícias:

 

 

 



 

 

Comentários: