TVGO | Guaíba Online

Sabado, 13 de Julho de 2024

🏘️ Cidades do RS

Governo estadual volta atrás e promete rever projeto de auxílio para quem adotar animais

Proposta inicial de pagamento é discutida com entidades de proteção animal para ajustes no programa

Redação TVGO
Por Redação TVGO
Governo estadual volta atrás e promete rever projeto de auxílio para quem adotar animais
Jürgen Mayrhofer/Secom
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Governo do Rio Grande do Sul anunciou que irá revisar o projeto que previa o pagamento de um vale-adoção de R$ 450 para animais resgatados de enchentes. A proposta, inicialmente divulgada na segunda-feira (24), propunha o repasse de duas parcelas do valor por animal adotado, com um limite de dois animais por pessoa. A primeira parcela seria disponibilizada logo após a adoção, e a segunda, após acompanhamento do animal.

Após receber críticas de organizações e voluntários ligados à causa animal, o governador Eduardo Leite e o vice-governador Gabriel Souza se reuniram na tarde de quarta-feira (26) com representantes do setor. O objetivo do encontro foi discutir sugestões para aprimorar o projeto, que visava subsidiar os cuidados com os animais adotados.

Leia Também:

Durante a reunião, Leite assegurou o compromisso do governo em encontrar soluções para os animais resgatados, destacando medidas como castração, microchipagem e feiras de adoção já em andamento. Ele enfatizou a importância do diálogo com a sociedade e entidades ligadas à causa para garantir o bem-estar dos animais sem abrir espaço para abusos.

O vice-governador destacou a necessidade de um debate aberto com as entidades para desenvolver alternativas que promovam o bem-estar e a qualidade de vida dos animais, considerando a atual situação nos abrigos.

Representantes de entidades de bem-estar animal apresentaram suas opiniões e sugestões para melhorar o projeto em discussão. A equipe técnica do governo se comprometeu a trabalhar em conjunto com as entidades para elaborar novas propostas voltadas à causa animal.

Você pode gostar de ler também as seguintes notícias:

 

 



 

Comentários: